noticias Seja bem vindo ao nosso site Jornal Folha Sertaneja Online!

PONTO DE CORTE - Válter Sales

ÁRVORE E FRUTOS

Publicada em 11/04/24 às 12:48h - 215 visualizações

Válter Sales


Compartilhe
Compartilhar a noticia ÁRVORE E FRUTOS  Compartilhar a noticia ÁRVORE E FRUTOS  Compartilhar a noticia ÁRVORE E FRUTOS

Link da Notícia:

ÁRVORE E FRUTOS
 (Foto: imagem ilustrativa)

O que fazemos tem o peso do que somos e o significado de nossos papéis e das posturas que assumimos. A estação das flores é apenas uma fase em que a árvore se apresenta. Quanto vêm os frutos, ela se revela. O fechamento desta questão é-nos dado por Jesus, em Mateus 12.33.

            Há um visível paralelo com a parábola do joio e do trigo (Mt 13.24-30). Joio e trigo são tão parecidos que podem equivocar mesmo os homens do campo mais experientes numa eventual colheita. Impressiona-me que Jesus não permitiu aos discípulos uma ação predatória (verso 29).

            A jactância velada mata por dentro antes de mostrar os escombros que produz.

            Não é o verdor viçoso (ou de outro matiz qualquer), nem as flores que se exibem, promissoras, que respondem pela qualidade dos frutos. Estes são colhidos e provados na estação própria e, só aí, é que se afere o seu valor e o seu sabor. Uma vez provados, sobrepõem-se a paladares pessoais.

            Não me encantam os julgamentos precipitados ou passionais. São particulares e cavilosos. Seletivos e sempre injustos. Não raro, impiedosos e coisificantes. Ferem, sem que tenham o unguento necessário para pensar as feridas que produzem. Não fora Jesus Cristo muito cioso nesse particular, tão logo ver-se-ia sem ouvidos para os seus ensinos... Quando precisava ser agudo frente a opositores ou mesmo aliados, sempre o fazia sobrepondo-se a humanas fraquezas, mas nunca despido de misericórdia e inegável disposição de acolher quem se dispunha a segui-lo, na perfeição e na pureza dos seus pensamentos e sentimentos. Jamais descartou pessoas!

            Graças a Deus que nos deu seu Filho para curar nossas feridas (Os 6.1; cf. 1Pe 2.24; Is 53.4, 5). Ele é o “Maravilhoso Conselheiro” (Is 9.6; cf. Jo 3.17; 12.47).

            Há duas claras inferências do relato bíblico da árvore e seus frutos (“é pelo fruto que se conhece a árvore”). A primeira é a proibição de julgar, que envolve punir, afastar, tirar de cena, o que dificilmente se faria com um espírito sadio.       A segunda é o iminente risco de confundir as coisas e nelas enredar-se.       

Do Recife, Válter Sales




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2024 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!