Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Local

BANCO DO BRASIL: 57 ANOS EM PAULO AFONSO

Publicada em 15/05/22 às 22:18h - 321 visualizações

por Belmiro Deusdete - DRT 4858


Compartilhe
Compartilhar a notícia BANCO DO BRASIL: 57 ANOS EM PAULO AFONSO  Compartilhar a notícia BANCO DO BRASIL: 57 ANOS EM PAULO AFONSO  Compartilhar a notícia BANCO DO BRASIL: 57 ANOS EM PAULO AFONSO

Link da Notícia:

BANCO DO BRASIL: 57 ANOS EM PAULO AFONSO
 (Foto: Divulgação Belmiro Deusdete - DRT 4858 - e Net)

O Banco do Brasil chegou a Paulo Afonso quando a cidade ainda engatinhava, com seis anos de emancipação política.

Foi implantada na Avenida Getúlio Vargas, antiga Rua da Frente, ao lado da guarita da Chesf, sob a coordenação de Altair Machado, gerente instalador.

Aberta ao público em 15 de maio de 1965, contou com equipe composta por João Paulo de Oliveira Barros (gerente), Israel Mafra Filho (subgerente), Evandro Santos Silva, Eliezer Izidoro dos Santos, Demóstenes Bahia Pires, Carlos Benício Nery de Souza Gomes, Carlos Foeppel, Reginaldo Oliveira, Cleomathson Torres, José Pedro dos Santos Filho, José Pereira de Queiroz e Osvaldo.

A presença do BB veio mudar a economia desta jovem cidade baiana, geradora de energia, trabalho e turismo, embora ainda incipiente.

Além do comércio e da indústria, imprimiu forte presença na zona rural da região, com injeção de crédito e assistência técnica a municípios dos estados da Bahia,  Alagoas, Pernambuco de Sergipe,  na área da sua jurisdição.

Discurso do governador Antônio Carlos Magalhães, ladeado por Apolônio Sales (presidente da Chesf), Francisco de Paula Coutinho de Miranda (gerente da agência) e Nestor Jost (presidente do BB).

Em 1972 mudou-se para sede própria na Avenida Landulfo Alves, em solenidade marcante,  que contou com as presenças de Antonio Carlos Magalhães (governador da Bahia), Edison Teixeira Barbosa (prefeito), Nestor Jost (presidente do Banco do Brasil), Apolônio Sales (presidente da Chesf), Francisco de Paula Coutinho de Miranda (gerente da agência) e governadores dos estados que formam a Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste) que estavam na cidade para reunião do órgão, além de outras autoridades.

Discurso do gerente Francisco de Paula Coutinho de Miranda, ladeado por  Antônio Carlos Magalhães (governador da Bahia),  Apolônio Sales (presidente da Chesf)  e Nestor Jost (presidente do Banco do Brasil).

Discurso do presidente da Chesf, Apolônio Sales, ladeado por Edison Teixeira Barbosa (prefeito de Paulo Afonso) e Antônio Carlos Magalhães (governador da Bahia).

A inauguração foi transmitida pela Rádio Poty de Paulo Afonso cabendo-me a tarefa de ter sido o repórter que fez a cobertura.

Tive o privilégio de participar desta empreitada, chegando a Paulo Afonso em 1969 e permanecendo até 1976, me incorporando à equipe inicialmente  formada por João Paulo de Oliveira Barros (gerente), Israel Mafra Filho (subgerente), Élio de Brito Silva (chefe de serviço), Joselito Flores dos Santos (chefe de serviço), Eliezer Isidoro dos Santos (caixa), Jorge Alexandre Marão (caixa), João Abílio Dantas, Evandro Santos Silva, Carlos Benício Nery de Souza Gomes, Renê da Silva Porto, José Pedro dos Santos Filho, Manoel Pacheco de Andrade, Carlos Jefferson Fornazier, Luis Mário Vago, Demóstenes Bahia Pires, Roberto Aécio Almeida Veloso, Erivaldo Ribeiro, Domingos Dantas Neto e Malaquias de Siqueira Fontes.

A primeira mulher a trabalhar no banco foi Sirlene Andrade, em 1971, seguida por outras advindas de diversas regiões do país e algumas pauloafonsinas.

Dos precursores do BB, apenas Evandro Santos Silva permaneceu na cidade, aqui casando e constituindo família.

Do grupo que encontrei, em 1969, dois funcionários ainda permanecem na cidade, com suas famílias: Evandro Santos Silva e João Abílio Dantas, também professores.

Parodiando o comunicador França Teixeira, eu diria que Paulo Afonso tem mil maravilhas e o Banco do Brasil é uma delas.

Belmiro Deusdete

DRT 4858




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Carlos jefferson fornazier

16/05/2022 - 08:49:03

Parabens, Belmiro. Prazer em ter noticias suas ,de Paulo Afonso , cidade em que vivi até agora a maior parte de minha vida, onde me casei e tive meus tres filhos e que guardo no meu coração com o maior cadrinho, e do Banco do Brasil, meu primeiro emprego, onde me tornei adulto e consolidei minha personalidade. Abraços, obrigado pela lembrança daqueles dias. Deus te abençoe


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12