Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Política

LDO 2020 é apresentada em penúltima sessão da Câmara de Paulo Afonso antes do recesso

Publicada em 17/06/19 às 14:49h - 735visualizações

por Assessoria de Comunicação - CMPA


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Antônio Galdino)

Na sessão ordinária desta segunda-feira, 17, foi apresentada para primeira discussão A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2020 da Administração Pública. O projeto, em suma, estabelece as prioridades e metas que serão executadas tendo em vista a arrecadação no corrente ano.

No texto enviado à Câmara, o Chefe do Executivo diz que “em observância aos princípios do equilíbrio fiscal e a gestão responsável das contas públicas, optou-se pelo cenário mais prudente e cauteloso”, contextualizando uma análise do cenário nacional e os ajustes fiscais por parte da União. E aponta que “o atual panorama de crise econômica e de incertezas no campo político permanecerão ao longo deste ano”.

A LDO acabou por ser aprovada em primeiro turno, a votação em segundo acontece nesta quarta-feira, dia 19. Para o vereador Mário Galinho (SD), presidente da Comissão de Finanças, Orçamentos, Fiscalização e Contas, na análise da comissão o projeto está bem estruturado e certamente passará no plenário.

Lei da gratuidade no transporte público a partir dos 60 anos

Uma das discussões trazidas pelos vereadores foi a implementação da Lei que garante gratuidade no transporte público para pessoas a partir dos 60 anos. O presidente da Casa, vereador Pedro Macário (PP), cobrou da empresa que atua no município o cumprimento da lei aprovada pelos vereadores e sancionada pelo Executivo. A empresa enviou um advogado para conversar com o presidente, e, na visão da empresa, o projeto dará prejuízos e se choca com o Estatuto do Idoso que prevê a gratuidade a partir dos 65 anos. “Recebemos o representante da empresa, compreendemos o posicionamento, mas o entendimento de Estados e Municípios é pela gratuidade a partir dos 60 anos. E a lei deve ser cumprida”, declarou o vereador Pedro Macário. O presidente pediu um posicionamento do setor jurídico da Casa, mais uma vez, para que possa encerrar o debate.

Vereador discute veto


O vereador Mário Galinho (SD) usou a tribuna para protestar contra o veto do Executivo Municipal ao Projeto de Lei Nº 13/2019, que visa à distribuição gratuita em domicilio de medicamentos de uso continuo as pessoas com deficiência motora, multideficiência profunda com dificuldade de locomoção e idosos.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2021 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12