Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Jornal Folha Sertaneja Online
ELEIÇÕES 2022 - BAHIA

Paulo Afonso terá cinco candidatos a deputado estadual este ano: duas mulheres e três homens

Publicada em 03/04/22 às 14:22h - 425 visualizações

por Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a notícia Paulo Afonso terá cinco candidatos a deputado estadual este ano: duas mulheres e três homens  Compartilhar a notícia Paulo Afonso terá cinco candidatos a deputado estadual este ano: duas mulheres e três homens  Compartilhar a notícia Paulo Afonso terá cinco candidatos a deputado estadual este ano: duas mulheres e três homens

Link da Notícia:

Paulo Afonso terá cinco candidatos a deputado estadual este ano: duas mulheres e três homens
 (Foto: Das redes sociais)

Terminado à meia noite desta sexta-feira, dia 1º de abril, o prazo eleitoral para que os políticos candidatos a deputados estaduais ou federais pudessem trocar de legendas partidárias para concorrer às eleições de outubro de 2022, os pauloafonsinos puderam, enfim, conhecer os nomes daqueles que serão candidatos apresentando-se como representantes deste município.


E se confirmam as especulações de que se teria um grande número de candidatos este ano. Serão cinco políticos buscando vagas na Assembleia Legislativa da Bahia. Três homens e duas mulheres.

E todos eles com as raízes bem fincadas neste município, onde nasceram ou onde vivem durante muitos anos e já tiveram serviços prestados na comunidade local.


Os homens candidatos são: Paulo Rangel, Mário Galinho e Marconi Daniel e, de todos há muito que já se sabia da sua movimentação para que seus nomes fossem aceitos ou mantidos como candidatos a deputado estadual. Todos têm vivência nas hostes políticas, seja na Câmara Municipal de Paulo Afonso, como é o caso de Mário Galinho e de Marconi Daniel ou na própria Assembleia Legislativa do Estado, como é o caso de Paulo Rangel.


Num tempo em que se fala tanto no empoderamento feminino, duas mulheres de Paulo Afonso se apresentam como candidatas a deputadas estaduais: Ana Clara e Luíza de Deus.

Apresentamos, em ordem alfabética, estes candidatos a uma vaga na ALBA.



-Ana Clara é esposa do ex-prefeito Anilton Bastos, que já administrou o município de Paulo Afonso em três mandatos. Ana Clara foi secretária de Desenvolvimento Social nas duas últimas gestões do marido e nos primeiros anos do mandato do Prefeito Luiz de Deus, ficando nesse cargo do ano de 2009 até 2019. Nesses anos à frente da SEDES desenvolveu intensa atividade envolvendo os idosos, resgatando a auto-estima de muitos com atividades sociais como os famosos bailes da terceira idade realizados no Clube da Maçonaria, passeios e o Natal Social que tomou novo formato no final dos anos, na Praça das Mangueiras com extensão para o Bairro Tancredo Neves e alguns povoados. O seu nome já chegou a aparecer vez por outra nas redes sociais como possível candidata a prefeita de Paulo Afonso. A apresentação do seu nome como candidata a deputada estadual, de certa forma foi uma surpresa para os pauloafonsinos que acompanham a política local, uma vez que também circulou como certa a possibilidade do ex-prefeito Anilton Bastos, seu esposo, ser o candidato.



-Luiza de Deus é uma jovem advogada e pós-graduanda em gestão pública. Neta do atual prefeito de Paulo Afonso, Luiz de Deus (PSD), já nas ultimas campanhas do avô, despontava nos palanques com discursos sempre afinados em sua defesa. A sua pré-candidatura só apareceu há poucos dias porque até perto do final do mês de março tinha-se por certo que o candidato a deputado estadual da família era o seu pai, Luiz Humberto, atual Secretário Municipal responsável pelo populoso Bairro Tancredo Neves. Ao ser anunciada a desistência do pai, o seu nome veio à tona, em comum acordo com o pai e o avô, prefeito Luiz de Deus, conforme ela anunciou em uma entrevista na Rádio Angiquinho. Para concorrer a uma vaga na ALBA Luiza de Deus deixou o PSD, do avô e se filiou ao PP do Deputado Federal Mário Negromonte Júnior e do vice-governador João Leão que se aliou a ACM Neto na disputa do governo da Bahia e busca uma vaga como Senador da República. Luíza de Deus se declara alinhada com ACM Neto para governar o Estado da Bahia, mas diz que ainda não tem nome definido para a presidência da República, mas que não apoiará nem Bolsonaro, nem Lula.



-Marconi Daniel é vereador da Câmara Municipal de Paulo Afonso e está no 3º mandato consecutivo, sempre eleito com expressiva quantidade de votos em cada eleição municipal – 1.878 em 2012, 3.158 em 2016 e 2.459 em 2020. Há um bom tempo vem mobilizando esforços para conseguir apoios políticos para se lançar como candidato a deputado estadual. Por um tempo seu nome apareceu como o possível candidato do PODEMOS e com o apoio do ex-prefeito Anilton Bastos. Com a decisão de Anilton de apoiar a esposa como candidata, a mídia chegou a divulgar a ida de Marconi Daniel a Salvador para buscar o apoio direto do  governador Rui Costa. Já no final do prazo da Justiça Eleitoral ele deixou o PODEMOS e se filou ao PV, onde também se filiou Ana Clara, e disputará pela primeira vez uma vaga no parlamento estadual. Confirmou que apoiará o grupo do PT na Bahia e Lula para presidente.



-Mário Galinho foi vereador na legislatura passada, eleito pelo SOLIDARIEDADE e teve uma atuação de oposição à gestão municipal. No último ano do seu mandato decidiu arriscar a eleição para prefeito de Paulo Afonso, concorrendo com o prefeito Luiz de Deus que tentava o seu segundo mandato consecutivo, para eleger-se pela terceira vez, assim como Anilton Bastos, agora seu adversário político. Mário Galinho chegou bem perto do seu sonho e conseguiu mais de 22 mil votos, perdendo a eleição com a diferença de apenas 805 votos das últimas urnas, vindas da área rural do município. Ao concluir seu mandato trocou o seu partido pelo PSDB e agora busca eleger-se deputado estadual, apoiando ACM Neto para governador mas afirma que ainda não tem presidenciável definido.



-Paulo Rangel, que já foi Administrador Regional da Chesf em Paulo Afonso, já teve um mandato de deputado federal e cinco mandatos consecutivos de deputado estadual. É o atual vice-presidente da ALBA e tentará a reeleição mais uma vez. Sempre foi aliado do Prefeito Luiz de Deus nesses seus dois últimos mandatos e com a candidatura de Luíza de Deus, neta do Prefeito, foi prejudicado com a apoio com que contava, com exclusividade. Paulo Rangel tem a consolidação da sua base eleitoral em muitos municípios baianos, especialmente na região de Sobradinho mas sempre teve um bom suporte de votos dos eleitores de Paulo Afonso, chesfianos, ligados ao Sindicato dos Eletricitários e militantes do PT neste município, mas os votos que esperava da gestão municipal dariam ainda mais segurança à sua reeleição. Rangel se mantém no PT e apoiará integralmente os candidatos de Rui Costa na Bahia e Lula para presidente.

Os apoios anunciados e o olhar no futuro

Nessas eleições de outubro de 2022, os candidatos de Paulo Afonso buscaram, naturalmente, os apoios dos candidatos a deputado federal. Mário Galinho está com Adolfo Viana (PSDB); Paulo Rangel mantém a dobradinha com Josias Gomes (PT); Ana Clara e Marconi Daniel, ambos agora no PV, buscaram o apoio de Bacelar e Luíza de Deus, que trocou o PSD do avô pelo PP, conta com o apoio de Mário Negromonte Jr. Em Paulo Afonso.

No atual sistema eleitoral brasileiro, os candidatos a prefeito, governador, senador e presidente da República são eleitos pelo voto majoritário. Ou seja, vence quem tem mais votos.

Mas a eleição para vereador, deputado estadual e deputado federal é diferente. Eles são eleitos pelo sistema proporcional. Nesse sistema, a votação de cada candidato é influenciada pela soma de votos de todos os candidatos do mesmo partido, uma vez que não existe mais a coligação partidária.

Quando havia a coligação podiam acontecer situações como a que se registrou, por exemplo, nas eleições da Bahia em 2018, quando o candidato deputado estadual Júnior Muniz (PHS) foi eleito com 21.058 votos, enquanto o candidato Anilton Bastos, de Paulo Afonso, que conseguiu 39.409 votos, não se elegeu. Esse ano, sem coligações, o candidato vai depender do seu próprio partido.


O que se comenta nos corredores é que para ser eleito em Paulo Afonso, cada candidato a deputado estadual precisa ter cerca de 35 mil votos em todo o Estado da Bahia.

Certamente, dizem os analistas políticos, todos os candidatos ditos pauloafonsinos que se apresentam este ano com o olho na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, com exceção de Paulo Rangel que quer de fato o seu sexto mandato consecutivo, estão na verdade, com os dois olhos bem abertos e focados nas eleições municipais de 2024.


Para estes analistas, três destes candidatos, Ana Clara, Marconi Daniel e Mário Galinho visam a cadeira do chefe do Executivo Municipal. Já Luíza de Deus, impossibilitada desse sonho porque o avô prefeito está no seu segundo mandato consecutivo, dizem os analistas políticos, que ela, embora tente conquistar uma cadeira na ALBA, tem mesmo os seus olhos e a sua juventude focados na Câmara Municipal de Paulo Afonso em 2024. Por enquanto...



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12