noticias Seja bem vindo ao nosso site Jornal Folha Sertaneja Online!

Educação & Cultura

Maria Soleni lança o livro Saudade que gosto de ter com poemas sobre paisagens sertanejas e agrestinas

Publicada em 03/04/21 às 23:38h - 1297 visualizações

Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a noticia Maria Soleni lança o livro Saudade que gosto de ter com poemas sobre paisagens sertanejas e agrestinas  Compartilhar a noticia Maria Soleni lança o livro Saudade que gosto de ter com poemas sobre paisagens sertanejas e agrestinas  Compartilhar a noticia Maria Soleni lança o livro Saudade que gosto de ter com poemas sobre paisagens sertanejas e agrestinas

Link da Notícia:

Maria Soleni lança o livro Saudade que gosto de ter com poemas sobre paisagens sertanejas e agrestinas
 (Foto: Divulgação - Editora Oxente)


A autora Maria Soleni

Maria Soleni Silva Oliveira é pernambucana de Vertentes mas, como muitos nordestinos, veio cedo para Paulo Afonso onde seu pai chegou para trabalhar nas obras da Hidrelétrica do São Francisco. Morou nas casas Tipo “O”, da Chesf e guarda bem as memórias desse tempo.

É Bacharel e especialista em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco. Especialista em Planejamento Educacional pela Universidade Salgado de Oliveira – Universo – do Rio de Janeiro.

Começou sua vida de trabalho escolar em Paulo Afonso, no Colégio Sete de Setembro.

Depois, concursada pelo Estado da Bahia, atuou em escolas da rede estadual de ensino em Paulo Afonso. Foi Coordenadora de Educação de Jovens e Adultos e atuou na Comissão Permanente de Avaliação no Centro Integrado de Educação de Paulo Afonso – CIEPA, onde também foi professora, assim como foi professora do Colégio Estadual Quitéria Maria de Jesus, no BTN e deu aulas na UNEB de Alagoinhas/BA. No Colégio Estadual Carlina Barbosa de Deus foi vice-diretora.

Aposentada destas atividades nas escolas do Estado da Bahia, tem se dedicado a produzir poesias onde exalta os traços e valores do Nordeste, pois se declara uma pesquisadora e admiradora da cultura sertaneja e agrestina, onde viveram/vivem muitos dos seus familiares.

O livroSaudade que gosto de ter

Esse seu amor às coisas nordestinas, a riqueza das imagens e paisagens sertanejas e agrestinas despertaram em Soleni a poetisa que estava adormecida dentro dela e o resultado desse despertamento foi a criação de dezenas de textos poéticos, da melhor qualidade, exaltando esses traços e valores nordestinos.

Reunidos em um livro a que chamou de Saudade que gosto de ter, os poemas de Soleni, que ela dividiu em três grandes capítulos – Caminhos, Reminiscências e Retrato de Parede – retratam essas paisagens sertanejas com muito vigor e nos remetem a esses lugares imediatamente.

Quase sentimos o cheiro da terra molhada pela chuva benfazeja sempre esperada no sertão, tanto que, para agradecer essa bênção, são feitas novenas e rituais de gratidão a Deus e aos santos de devoção das famílias.

Não bastasse a palavra suave que fala dos dezembros, das cancelas, das carroças de boi, das casas, dos becos e das bodegas das esquinas das ruas, a autora ainda incluiu ilustrações que reforçam a narrativa poética.

E há também o encontro ou reencontro com muitos personagens como os vaqueiros, a boleira, o rezador excêntrico, os contadores de história, a torradeira de café, a lavadeira do riacho doce, o tocador de sanfona e muito mais gente que faz a vida sofrida do sertão, de uma cultura tão rica, ser mais leve.

Este livro é mais uma produção da Editora Oxente, de Rubinho Lima, também membro da ALPA.

(Antônio Galdino da Silva,

membro fundador e atual presidente da ALPA)

Outras opiniões sobre esse primeiro filho literário de Maria Soleni

Uma leitura imprescindível

Edson Barreto, poeta, escritor, professor, imortal, fundador, da Academia de Letras de Paulo Afonso - ALPA, disse em uma das orelhas do livro:

O livro tem traços da poesia que nos remete à saudade de um tempo de infância vivida no sertão, distante da maldade humana, que nos lembra sonhos de algo bom que ficou: paisagens, pessoas, costumes, seca, chuva, verde, trovoadas e outros. Esse tempo passado, distante, ficou guardado em sua memória e aflorou em forma de versos sensacionais, descomprometidos com métricas e de rimas ocasionais, mas que mostram a sublimidade de sua alma sertaneja de pessoa pueril e magnífica.

Leitura imprescindível para quaisquer mentes que vivenciem ou que queiram aprender sobre o tema saudade, é só viajar pelas estradas dos versos de “Saudade que gosto de ter” (Edson Barreto)

Um livro gostoso que fala das coisas do Nordeste

Ednaldo Júnior, conhecido como Júnior Padão, jornalista, professor e radialista nas horas vagas, que foi o revisor deste livro, escreveu:

A palavra é a matéria-prima da literatura, isso nós bem sabemos. O que muitos talvez não saibam, é que a palavra exige, de quem com ela lida, uma luta hercúlea para extrair dela a realidade. Em “Saudade que gosto de ter,” a poetisa Maria Soleni Silva Oliveira extraiu com o mais puro sentimento, a realidade sertaneja.

O livro de Maria Soleni é um verdadeiro passeio pelas raízes da cultura nordestina centrado no modo de vida do sertanejo. A escritora usa uma linguagem regional de modo a destacar os costumes e estilo de vida do homem e da mulher do sertão e agreste nordestinos.

OS poemas que compõem Saudades que gosto de ter nos remetem a memórias vivas e intensas de um nordeste caboclo, de gente simples e religiosa como nos mostra Antônio, o rezador, “homem de fé e devoção que carregava no pescoço, rosário de pedrinhas.”

A linguagem de Maria Soleni é uma linguagem interativa, que conversa com o leitor através de silepses e anáforas em uma fantástica mistura de figuras de estilo.

Saudades que gosto de ter está inserido em uma realidade sociológica que retrata nosso povo de uma maneira fidedigna em suas relações social e cultural. É um livro edificado na cultura raiz da nossa gente; e parodiando João Cabral de Melo Neto, eu diria que Maria Soleni, assim como a aranha, “teceu cortinados com o fio que fia” a vida simples e tranquila de uma gente sofrida, mas não resignada com as tribulações que a vida lhe impõe. (Ednaldo Júnior)

COMO ADQUIRIR ESTE LIVRO: 300 páginas – R$35,00

NA SUPRAVE ou diretamente com a autora pelo Whatasap.75- 98857-7838

Só um detalhe: foram feitos poucos exemplares e é bom pegar logo o seu antes que se esgote.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2024 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!