noticias Seja bem vindo ao nosso site Jornal Folha Sertaneja Online!

Destaque do Jornal Folha Sertaneja

Diocese de Paulo Afonso realiza a Semana Cultural Dom Mário Zanetta – De 12 a 18 de novembro

A homenagem, in memoriam, da Folha Sertaneja ao Bispo Mário Zanetta e ao Padre Lourenço Tori

Publicada em 10/11/23 às 12:50h - 930 visualizações

Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a noticia Diocese de Paulo Afonso realiza a Semana Cultural Dom Mário Zanetta – De 12 a 18 de novembro  Compartilhar a noticia Diocese de Paulo Afonso realiza a Semana Cultural Dom Mário Zanetta – De 12 a 18 de novembro  Compartilhar a noticia Diocese de Paulo Afonso realiza a Semana Cultural Dom Mário Zanetta – De 12 a 18 de novembro

Link da Notícia:

Diocese de Paulo Afonso realiza a Semana Cultural Dom Mário Zanetta – De 12 a 18 de novembro
 (Foto: Arq. do jornal Folha Sertaneja)

A homenagem, in memoriam, da Folha Sertaneja ao Bispo Mário Zanetta e ao Padre Lourenço Tori

Na edição 226 do Jornal Folha Sertaneja, de Outubro de 2023, disponível neste site wwww.folhasertaneja.com.br, fizemos uma singela homenagem ao Padre e Bispo Dom Mário Zanetta, terceiro bispo da Diocese de Paulo Afonso, tanto pela agradável convivência que tivemos com ele em várias oportunidades, como pelo excepcional legado que deixou para os que congregam na Igreja Católica e para outros tantos, em especial pelo seu cuidado em prover melhores condições de vida para aqueles mais necessitados, moradores das muitas cidades no território da Diocese como os humildes moradores das periferias e da zona rural destes municípios.

Tive, com ele, uma passagem que relato abaixo, quando D. Mário se dispôs a criar uma gráfica em Paulo Afonso - e do seu sonho nasceu a Gráfica e Editora Fonte Viva. Também acompanhei com muita tristeza os últimos dias de sua vida nestas terras sertanejas até que um AVC o tirou do nosso convívio de cidadãos pauloafonsinos, certamente este o lamento de todos que com ele tiveram o privilégio de conviver por um pequeno tempo que tenha sido.

Quando completou dez anos de sua partida, Jornal Folha Sertaneja lhe fez mais uma homenagem e foi assim também nos anos seguintes, como já escrevi e divulguei publicações sobre a trágica morte, há 50 anos, do seu amigo fiel Padre Lourenço Tori de que os escritores Edson Barreto e Socorro Araújo (Marajana), com muito mais propriedade, escreveram livros.

Agora quando o calendário marca 25 anos da morte, da páscoa definitiva de Dom Mário Zanetta e também 50 anos da partida de Padre Lourenço Tori, esse site e este Jornal Folha Sertaneja se irmanam a todos os familiares e amigos destes dois padres que optaram em atender a ordem do Mestre e deixaram suas famílias e amigos italianos para conviver com os mais humildes de uma terra distante e em uma região de gente sofrida, pela seca, na luta permanente para a sobrevivência.

Destes e de todos, Padre e Bispo Dom Mário Zanetta e Padre Lourenço Tori, se tornaram irmãos brasileiros, nordestinos, sertanejos.

Assim, cada gesto de homenagem a cada um deles, pelo trabalho que fizeram, pelo legado que deixaram, será sempre merecedora de todos os aplausos.

(Professor Antônio Galdino da Silva  - Diretor do site www.folhasertaneja.com.br e do Jornal Folha Sertaneja)

(Se quiser receber a Edição online do Jornal Folha Sertaneja diretamente, em seu E-mail ou no seu WhatsApp, sem nenhum custo, envie esse teu interesse e contato, por mensagem de texto para o WhatsApp - 75-99234-1740 ou para o E-mail - professor.gal@gmail.com)

Diocese de Paulo Afonso realiza a Semana Cultural Dom Mário Zanetta – De 12 a 18 de novembro

A Diocese de Paulo Afonso, em parceria com instituições de Paulo Afonso e da região, está organizando uma intensa programação trazendo à memória a passagem por estas terras sertanejas do terceiro bispo desta Diocese, Dom Mário Zanetta, por dez anos, entre 1988 e 1998, quando, em 13 de novembro faleceu vítima de acidente vascular cerebral – AVC.

Durante o tempo em que atuou em Paulo Afonso, como Padre Mário, desde quando chegou a esta cidade, em 24 de maio de 1969 acompanhado do seu inseparável amigo Padre Lourenço Tori, falecido em trágico acidente em fevereiro de 1973, sempre cativou a todos com o seu jeito humilde e sempre esteve presente entre os mais necessitados.

Sempre teve muitas ideias inovadoras para Paulo Afonso e outros municípios do território da Diocese. Um dos seus sonhos foi a criação da Gráfica Fonte Viva e deste seu projeto, fui convidado a participar um pouco.

No ano de 1981, preocupado com a falta de informações, publicações sobre a história de Paulo Afonso, para trabalhar esses conteúdos com os meus alunos, produzi uma Revista Histórica chamada Paulo Afonso – Redenção do Nordeste e ela foi impressa, com o apoio do então Prefeito Abel Barbosa, em uma grande gráfica de Campina Grande-PB, chamada GRAFSET, anos depois transferida para João Pessoa.

Ao conhecer a revista e gostar de sua qualidade gráfica, D. Mário me procurou perguntando se eu o acompanharia até aquela gráfica para ele conhecer os equipamentos. Concordei e na data combinada ele passou em minha casa, eu morava na Rua dos Flamboyants, atrás do Estádio Ruberleno de Oliveira. Como combinado, às 4 horas da madrugada, ele chegou dirigindo sua Elba. E pegamos a estrada ele, pé pesado e pedindo desculpas porque, de vez em quando fumava. Tomamos café em Cachoeirinha e cerca de 8 horas e 20 da manhã estávamos em Campina Grande, em frente da GRAFSET.

Na viagem, ele já me dizia que tinha interesse de montar uma gráfica em Paulo Afonso e que, para isso, estava contando com o apoio de amigos italianos.

Fomos recebidos por um pessoal simpático e quando Dom Mário se apresentou, imediatamente ligaram para o proprietário que logo chegou. Dom Mário explicou que precisava conhecer sobre os equipamentos gráficos e recebeu dos diretores daquela empresa todas as informações, folhetos, catálogos de que precisava. Conhecemos todos os equipamentos e sua função, tivemos até que vestir uma roupa especial para ter acesso ao laboratório de tintas que a empresa mantinha ali.

Retornamos a Paulo Afonso e ele se mostrava muito feliz. Tempos depois começaram a chegar equipamentos doados por amigos, por empresas e nasceu a Gráfica e Editora Fonte Viva em Paulo Afonso.

No ano de 2009, quando da chegada do quinto e atual bispo de Paulo Afonso, Dom Guido Zendron, o Jornal Folha Sertaneja fez uma publicação especial, no formato de Revista, com uma breve história desta Diocese de Paulo Afonso e pequeno histórico de todos esses cinco bispos desta Diocese: Dom Jackson Berenguer Prado, o primeiro bispo de Paulo Afonso, de 1971 a 1982. O segundo bispo, Dom Aloysio Leal Penna, de 1984 a 1988. Dom Mário Zanetta, o terceiro bispo, de 1988 a 1998. O quarto bispo, Dom Esmeraldo Barreto de Farias, de 2000 a 2007 e, em maio de 2008, chegava a Paulo Afonso o quinto bispo desta Diocese, Dom Guido Zendron, italiano como D. Mário e atual bispo da Diocese de Paulo Afonso.

 

Dom Mário Zanetta – o terceiro bispo da Diocese de Paulo Afonso

Ele nasceu em 29 de janeiro de 1938 em Santo Stefano di Borgomanero, província de Novara, no norte da Itália.

Em 1949, ingressou no seminário. Recebeu as “ordens menores” em 1957 e em 20 de dezembro de 1961 foi ordenado diácono. No dia 24 de junho de 1962 foi ordenado sacerdote. Após alguns anos como vigário coadjutor na Itália, aceitou o convite para ser missionário e no dia 24 de maio de 1969 os padres Mário Zanetta e Mário Lourenço Tori chegam a Paulo Afonso/BA.

No dia 3 de fevereiro de 1973, Padre Lourenço Tori morre tragicamente num acidente quando uma caçamba atropelou a sua moto.

Padre Mário Zanetta recolhe a herança missionária do amigo e segue em frente na sua missão.

Nos 15 anos seguintes, Padre Mário Zanetta tornou-se um dos protagonistas do tumultuado e rápido crescimento de Paulo Afonso.

Construiu creches e escolas, incentivou a realização de mutirões, encaminhou dezenas de pequenas atividades produtivas, se solidarizou com operários no ambiente de greves e protestos constantes, edificou igrejas e capelas, constituiu grupos e movimentos, formou centenas de lideranças

Quando D. Aloysio Penna foi transferido para a Diocese de Bauru/SP, o Padre Mário Zanetta foi nomeado bispo pelo Papa João Paulo II. E em 14 de agosto de 1988 é sagrado Bispo por D. Aloysio Penna, seu predecessor.

De 1988 a 1998 foram 10 anos de grande atividade episcopal. Criou novas paróquias, ordenou padres, trouxe para trabalhar na Diocese numerosas comunidades de religiosas e alguns sacerdotes.

Incentivou a formação e estruturação de pequenas comunidades de base e de grupos, movimentos e associações.

Fiel ao seu lema “Cremos na Caridade”, Dom Mário Zanetta foi um grande defensor das causas sociais. E, com esse foco, envolveu instituições da cidade e criou a Fundame que completou 25 anos em 2019 e seus dirigentes afirmam que “com muitas dificuldades, oferecemos a jovens e crianças a possibilidade de entrar na vida”.

Dom Mário Zanetta foi um apaixonado pela comunicação e pela educação como geradora de oportunidade de trabalho e deixou grandes realizações nesse campo. Em Paulo Afonso, criou a Editora Fonte Viva, a TV Fonte Viva e o Instec que oferecia cursos profissionalizantes para jovens se prepararem para o primeiro emprego. Em Cícero Dantas, criou a Rádio Regional e em Jeremoabo, a Rádio Vaza Barris.

A ação e o entusiasmo de Dom Mário Zanetta transbordavam os limites da Diocese de Paulo Afonso. Desde 1995, ele era o presidente da Regional Nordeste 3, da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que compreendia na época 23 dioceses dos Estados da Bahia e Sergipe.

Dom Mário Zanetta foi também presidente Nacional da CPP – Comissão Pastoral dos Pescadores. E por conta desse cargo, visitou muitas colônias de pescadores artesanais em todo o Brasil. Foi também presidente, em dois mandatos, do IRPAA – Instituto Regional para a Pequena Agropecuária Apropriada, como sede em Juazeiro/BA.

No dia 4 de novembro de 1998, Dom Mário Zanetta teve um grave AVC. Foi socorrido e levado ao Hospital Nair Alves de Souza e os médicos fizeram um grande esforço para minorar o seu sofrimento, mas a gravidade do seu caso exigia mais recursos que Paulo Afonso não tinha - e ainda não tem até hoje, apesar das muitas promessas - e ele foi transportado em UTI aérea para o Recife e ali foi cuidado.

No dia 13 de novembro, chega a Paulo Afonso a notícia de sua morte. Os pauloafonsinos, os diocesanos, ficaram consternados, em grande tristeza. Na sua despedida, na Catedral Nossa Senhora de Fátima e no cortejo fúnebre até o cemitério que leva o nome do seu amigo Padre Lourenço, parece que toda a cidade e milhares de pessoas de outros lugares estavam reunidos nessa despedida.

Ali, foi sepultado ao lado do amigo que veio com ele da Itália em 1969, há quase 30 anos atrás, agora, novamente juntos no campo santo e na eternidade.

(Fontes: Jornal Folha Sertaneja – Especial – Diocese de Paulo Afonso – 25/05/2008;

diocesedepauloafonso.com.br – 25 anos da Fundame – Ivone Lima)

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA CULTURAL DOM MÁRIO ZANETTA




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

4 comentários


Paulo Roberto Sobreira

11/11/2023 - 12:37:02

Felizes os que conheceram e, ou conviveram com os "Mensageiros do Cristo", os Padres Mário e Lourenço, duas criaturas lindas, diferenciadas e abnegadas na prática da caridade, para com o povo de Paulo Afonso e Região. Ainda muito jovens, abraçaram a causa de servir ao próximo, abdicando da vida no primeiro mundo, adotando-nos como irmãos e servindo-nos. Parabenizo o Professor Galdino, "Semeador de Conhecimentos" e "Arquivo Vivo da Nossa História", pela narrativa brilhante. Professor Galdino, que Deus lhe abençoe, lhe dê saúde e muitos anos de vida, para que continue inspirado para servir-nos com o seu saber.


Ricardo Varjão

11/11/2023 - 09:49:20

Parabéns Professor Galdino.A história ultrapassa gerações.O senhor foi muito fiel como jornalista e historiador narrando os fatos na primeira pessoa.


Zezé Andrade

10/11/2023 - 14:19:41

Parabéns, amigo pela brilhante matéria sobre os iluminados Padre Lourenço e Dom Mario. Parece que, por mais que falamos dos seus feitos, ainda nos parece pouco diante da doação deles nesta terra por eles muito amada@DxG


Socorro Araújo

10/11/2023 - 13:58:22

A Semana Cultural Mário Zanetta será recheada de novidades e muita energia positiva. Serão dias com muito conhecimento e participação!


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2024 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!