noticias Seja bem vindo ao nosso site Jornal Folha Sertaneja Online!

Professor Galdino

UNIRIOS (ex-FASETE), um Centro Universitário que há 22 anos orgulha os pauloafonsinos

Ele nasceu em 1º de abril do ano de 2002

Publicada em 02/04/24 às 00:54h - 202 visualizações

Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a noticia UNIRIOS (ex-FASETE), um Centro Universitário que há 22 anos orgulha os pauloafonsinos  Compartilhar a noticia UNIRIOS (ex-FASETE), um Centro Universitário que há 22 anos orgulha os pauloafonsinos  Compartilhar a noticia UNIRIOS (ex-FASETE), um Centro Universitário que há 22 anos orgulha os pauloafonsinos

Link da Notícia:

UNIRIOS (ex-FASETE), um Centro Universitário que há 22 anos orgulha os pauloafonsinos
 (Foto: Arq. do jornal Folha Sertaneja)

Revendo artigo que escrevi neste site da Folha Sertaneja há 4 anos, quando a Faculdade Sete de Setembro - FASETE, então já Centro Universitário Rio São Francisco UNIRIOS chegava à sua maioridade, vejo que não há o que mudar no que se refere à construção dessa história alicerçada em muito trabalho, muita luta e muita fé.

Com pequenos ajustes e atualizações neste aniversário de 22 anos do UNIRIOS, deixo aqui a minha homenagem de ex-professor do Curso de Admissão ao Ginásio, quando o então Ginásio Sete de Setembro funcionava na Rua São Francisco em salas da Igreja Presbiteriana e, depois, professor dos cursos de Contabilidade, Administração e Secretariado no Colégio Sete de Setembro e hoje, honrado como humilde Conselheiro deste Centro Universitário Rio São Francisco.

O fato é que, tantas foram as conversas com o entusiasta Professor Gilberto Oliveira que acho que me sinto parte desse rico processo de educação que há anos leva o nome de Paulo Afonso e sua qualidade de ensino, presencial e EAD, para o mundo.

Naquele artigo de 2020, eu dizia, que quando em 1º de Abril de 2002 a Faculdade Sete de Setembro abriu as suas portas para começar a receber, ao longo da sua história, milhares de estudantes de dezenas de municípios dos Estados da Bahia, Alagoas, Pernambuco e Sergipe e um ou outro de outros lugares, o coração do seu pioneiro, professor Gilberto Gomes de Oliveira, transbordava de alegria ao receber cada um dos visitantes ilustres que vieram abraça-lo por essa brilhante iniciativa.

Consolidava-se um sonho que começou, talvez ainda não bem definido, em meados de 1950, quando, também no mês de abril de 1955, o professor Gilberto e o Pastor João Cartonilho tiveram a ideia de criar uma escolinha para atender às crianças que não tinham acesso às escolas da Chesf, as únicas que existiam na região, e nascia ali a Escola Evangélica Antônio Balbino.

Para se dedicar a ela, D. Wilma Oliveira, esposa do Professor Gilberto, recusou uma oferta de emprego na Chesf, desejo de muitos, e trouxe para ajudá-la nessa missão nobilíssima as amigas Adeilda Xavier, como professora e Lindinalva Cabral, para diretora desta escola.

Esta escola foi o embrião que gerou o Ginásio Sete de Setembro que se transformou no Colégio Sete de Setembro e dessas raízes nasceu, imponente a Faculdade Sete de Setembro.

Em um dos muitos depoimentos que fez ao longo de sua vida, o professor Gilberto Oliveira dizia sobre a criação da Faculdade Sete de Setembro, o que deixou registrado de próprio punho no capítulo Consolidação de um sonho: Faculdade Sete de Setembro do livro Professor Gilberto – Realizador de Sonhos da escritora Professora Joranaide Alves Ramos:

“O sonho da Faculdade, sofreu um atraso de 30 anos, mas, na plenitude do tempo, chegou-se a parceria de meus filhos Jacson e Sérgio e conseguimos realizá-lo com a aula inaugural da FASETE no dia 01/04/2002”.

Tive a grande alegria de participar daquele momento mágico da inauguração da Faculdade Sete de Setembro. Ali estive inúmeras vezes, conversando com os estudantes do Curso de Turismo, do Curso de Administração, fazendo palestra sobre o Professor Gilberto Oliveira, acompanhando o crescimento desta Faculdade.

Nos 10 anos da FASETE o jornal Folha Sertaneja publicou um caderno especial contando a história dessa instituição Sete de Setembro, desde a Escola Evangélica Antônio Balbino.

Nos 12 anos daquela instituição de ensino superior, centenas de alunos participaram de atividades em grande envolvimento por mais um aniversário desta Faculdade Sete de Setembro. Eu estava lá, registrando, aplaudindo...

Quando a FASETE completou 14 anos, publiquei no jornal Folha Sertaneja um texto recebido da então Assessora de Comunicação, Denise Cordeiro que reflete a seriedade do trabalho que ali se desenvolve e que em 2020, 18 anos depois da criação da FASETE, continuava atual e se aplica à caminhada do UNIRIOS.

O texto diz que, naquele tempo, “a Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino Ltda, viu no município de Paulo Afonso e região, a necessidade de ampliar as oportunidades de ensino superior à toda comunidade estudantil.

Foi então, que nasceu a Faculdade Sete de Setembro - FASETE, que tem entre seus objetivos, o comprometimento com a construção de novos conhecimentos científicos, demandas sociais e aprimoramento do desempenho de uma identidade acadêmica.

Pautada em conceitos morais e éticos, ao longo desses anos a instituição foi tomando corpo e desempenhando um papel cada vez mais relevante como centro de ensino superior, conquistando novos cursos e reconhecimentos junto ao Ministério da Educação.

Hoje, diante de uma carga histórica sólida, a FASETE já é uma escolha primordial e confortável para quem almeja realizar o sonho do diploma de graduação.

Nossa missão é formar talentos humanos, através de estudos e ações transdisciplinares, com visão abrangente e crítica da sociedade e do mundo, para o exercício da cidadania e de profissões, ainda buscamos a excelência em todas as funções. Ser uma instituição reconhecida pelos principais órgãos norteadores da sociedade como um centro em referência no ensino superior, não é uma tarefa fácil, porém, é prazerosa no sentido constante do seu crescimento.

Graças a um corpo docente composto por professores especialistas, mestres e doutores, bem como colaboradores capacitados, que juntos, desempenham dia após dia, um trabalho de relevância ímpar, a FASETE se tornou a faculdade que  mais cresce na região e está “HÁ, em 2020, 18 ANOS CONSTRUINDO CONHECIMENTOS”!

Estive na solenidade de mais um crescimento desta Faculdade, quando ela passou a ser o Centro Universitário Rio São Francisco – UNIRIOS e adquiriu autonomia para crescer ainda mais. E ali estava a pioneira D. Wilma Eugênia de Oliveira e familiares quando o filho Jacson foi empossado como Magnífico Reitor da UNIRIOS e o filho Sérgio, como Vice-Reitor desta Centro Universitário.

Admito haver uma afinidade, uma relação emotiva que me aproxima da agora UNIRIOS, pela proximidade de muitos anos com o professor Gilberto Oliveira especialmente.

Cheguei com meus pais para morar em Paulo Afonso em 20 de Novembro de 1954. A Escola Evangélica Antônio Balbino começou em 1955.

Quando estudante da 4ª série ginasial no Ginásio Paulo Afonso, fui chamado pelo Professor Gilberto para dar aulas de Português e de Geografia no Curso de Admissão ao Ginásio e recebi, depois, um elogio da Professora Ilda, que atuava nas séries do Ginásio, que marcou a minha decisão de continuar sendo professor.

Anos depois voltei a ser professor do Colégio Sete de Setembro, nos cursos de Contabilidade, Administração e Secretariado.

Outros anos depois, em 2005, fiz um mestrado em Ciências da Educação com especialização em Turismo e Desenvolvimento Sustentável e nutria o sonho de vir a ser professor do Curso de Turismo da FASETE mas, pouco tempo depois o curso acabou.

Hoje, como membro do Conselho Universitário do Centro Universitário Rio São Francisco, representante da sociedade civil, ex-professor do Curso de Admissão ao Ginásio e do Colégio Sete de Setembro e admirador dessa instituição parabenizo a todos os que fazem o UNIRIOS, por essa tão frutífera caminhada.

Parabéns pelos 22 anos de vida intensa, construindo conhecimentos e sempre com notas 4 e 5 do Ministério da Educação que tem atestado, ano após ano a excelência da qualidade da educação que ali se desenvolve.

Se o Professor Gilberto Gomes de Oliveira, de saudosa memória, ainda estivesse fisicamente entre nós, com certeza estaria fazendo uma oração, um discurso até, de gratidão a Deus, e certamente diria: "Até aqui nos ajudou o Senhor!" "DEUS É FIEL!"




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

3 comentários


F. Nery Jr.

03/04/2024 - 16:42:31

UNIRIOS, resultado do sonho de um homem honrado como o professor Gilberto realizado com dinamismo e visão do Magnífico Reitor Jackson. Ganhamos todos nós pauloafonsinos.


João de Barros Lima Filho

02/04/2024 - 15:26:53

Parabéns a todos que fazem o UNIRIOS nos seus 22 anos de existência!Conheci o colégio sete de setembro, ainda precipitando, nos anos 1972 quanto morei em Paulo Afonso até 1978.


Claucio Cordeiro

02/04/2024 - 09:41:49

Congratulações, admiração e carinho pelo trabalho prestado por todos que participaram da caminhada percorrida para realizar esse sonho coletivo!PARABÉNS e MUITA GRATIDÃO SEMPRE.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2024 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!