noticias Seja bem vindo ao nosso site Jornal Folha Sertaneja Online!

Professor Galdino

CORDEL/CANTORIA - MEMÓRIA VIVA - Festival de Violeiros em Paulo Afonso, em 1996, exalta a importância da “luz de Paulo Afonso” para a região Nordeste

Paulo Afonso é fonte de energia / Que dá vida ao Nordeste brasileiro

Publicada em 09/04/23 às 11:41h - 448 visualizações

Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a noticia CORDEL/CANTORIA - MEMÓRIA VIVA - Festival de Violeiros em Paulo Afonso, em 1996, exalta a importância da “luz de Paulo Afonso” para a região Nordeste  Compartilhar a noticia CORDEL/CANTORIA - MEMÓRIA VIVA - Festival de Violeiros em Paulo Afonso, em 1996, exalta a importância da “luz de Paulo Afonso” para a região Nordeste  Compartilhar a noticia CORDEL/CANTORIA - MEMÓRIA VIVA - Festival de Violeiros em Paulo Afonso, em 1996, exalta a importância da “luz de Paulo Afonso” para a região Nordeste

Link da Notícia:

CORDEL/CANTORIA - MEMÓRIA VIVA - Festival de Violeiros em Paulo Afonso, em 1996, exalta a importância da “luz de Paulo Afonso” para a região Nordeste
Repentistas Ivanildo Vilanova e Sebastião Silva  (Foto: da Net)

A 4ª Bienal do Livro de Paulo Afonso, realizada de 29 a 31 de março, ao tempo em que buscou mostrar a efervescência da cultura literária, a necessidade de se ter apoio, uma política pública para incentivar os novos e apoiar os antigos escritores de Paulo Afonso, também procurou mostrar a importância de se investir em várias outras formas de cultura e não só limitar os muitos recursos municipais na contratação de grandes bandas, caríssimas. 

A Literatura de Cordel, tão autêntica, tão naturalmente nordestina, já teve seus momentos áureos em Paulo Afonso. Encontramos essa relíquia do 1º Festival de Violeiros realizado ainda no final do século passado, há 27 anos... 

Já não seria o tempo de se pensar em outros festivais? De violeiros, de música... Com a palavra a SECULTE.

Corria o ano de 1996, já no final do mês de outubro, dia 27, faltando dois meses para o final do primeiro mandato do Prefeito Anilton Bastos Pereira (19931996). As eleições municipais do início do mês de outubro haviam eleito o engenheiro Paulo de Deus para Prefeito de Paulo Afonso.

A cidade vivia o clima da 14ª Semana Cultural de Paulo Afonso no Centro de Cultura Professora Lindinalva Cabral dos Santos e ali acontecia o I Festival de Violeiros de Paulo Afonso, com grandes nomes dessa arte imortal nordestina.

Dentre grandes nomes de repentistas e cantadores nordestinos estava neste Festival Ivanildo Vilanova e Sebastião Silva.

Ivanildo Vilanova -Repentista, cantador, violeiro, compositor - Nasceu em Caruaru/PE. em 13 de outubro de 1945. Cresceu acompanhando seu pai, o famoso cantador José Faustino Vila Nova, pelas noitadas de cantorias. Passou a morar em Campina Grande, PB, considerada a capital dos repentistas e cantadores. Lá, passou a ter participação intensa em eventos de cantoria, muitos deles organizados pelos chamados “apologistas”, espécie de animadores e entusiastas da poesia popular.

Profissional da cantoria desde 1963, Ivanildo tornou-se um dos mais renomados repentistas brasileiros. Tem participação em mais de 500 congressos, noitadas e torneios de cantadores.

Em 1990, um dos seus grandes sucessos, “Nordeste independente” integrou o repertório do LP “Elba ao vivo”, lançado pela Polygram. (https://dicionariompb.com.br/)

Sebastião da Silva nasceu em Pilõezinhos/PB, em 1945. Iniciou no repente no final dos anos 1950. Começou a cantar com os seus primeiros mestres, os poetas Oscar Bento de Freitas, José Júlio do Nascimento, José Xavier e José Crispim. Passou 31 anos trabalhando em dupla com o poeta Moacir Laurentino, com quem tem vários trabalhos gravados. Conseguiu mais de 200 primeiros lugares em festivais por todo o Brasil. Atualmente reside no município de Caicó (RN).( https://portalcorreio.com.br/ - de João Pessoa/PB).

O 1º Festival de Violeiros acontecia em Paulo Afonso no tempo das muitas águas nas cachoeiras e em um momento do festival o embate aconteceu entre esses dois grandes repentistas, Ivanildo Vilanova e Sebastião Silva a quem foi dado o seguinte mote:


Paulo Afonso é a fonte de energia

Que dá vida ao Nordeste brasileiro.

Ivanildo começou cantando assim...

Paulo Afonso hoje em dia ninguém vence

Nada deve a Urubupungá

A Solteira, Balbina e Jupiá

Não tem medo de blecaute nem suspense

Que Delmiro Gouveia, o cearense,

Implantou seu trabalho pioneiro

Mas foi vítima de um péssimo pistoleiro

Pelas ordens certeiras, e companhia

Paulo Afonso é a fonte de energia

Que dá vida ao Nordeste brasileiro. (Ivanildo Vilanova)

Sebastião Silva emendou...

Paulo Afonso é a força que domina

O sertão, desde o brejo até o agreste

É quem manda energia pro Nordeste

Essa força, de fato, é a nossa mina

Ela é quem conserva e quem ensina

Ao homem a ser forte e verdadeiro

E foi Delmiro Gouveia, o engenheiro

Que não viu essa obra de hoje em dia

Paulo Afonso é a fonte de energia

Que dá vida ao Nordeste brasileiro.(Sebastião Silva)

Nas minhas anotações segue-se essa sextilha de Ivanildo:

O retrato do boi com a serpente

Lhe servindo de prenda no terreiro

E o rio, num abraço verdadeiro,

Alagoas, Pernambuco e a Bahia

Paulo Afonso é a fonte de energia

Que dá vida ao Nordeste brasileiro. (Ivanildo Vilanova)


Se não fosse essa bela cachoeira

E a Usina bonita que produz

Que nos dá energia, nos dá luz,

Ilumina essa pátria brasileira

Que dá força para a gente roceira

E que protege ao caboclo verdadeiro

E se não fosse o valor desse dinheiro

Esse pobre Nordeste, o que seria?

Paulo Afonso é a fonte de energia

Que dá vida ao Nordeste brasileiro. .(Sebastião Silva)


Paulo Afonso deu luz ao interior

Eu só posso entender essa proposta

Pelas ideias também de Rubem Costa

Que aqui demonstrou o seu valor

Paulo de Deus é o continuador

E Abel Barbosa, o pioneiro,

Todos mostram seu timbre verdadeiro

Têm a foto em toda moradia

Paulo Afonso é a fonte de energia

Que dá vida ao Nordeste brasileiro. (Ivanildo Vilanova)

 

Foi Getúlio, o grande presidente

E Eurico Gaspar com sua veia

Que buscaram em Delmiro Gouveia

Uma força bastante eficiente

Pra mandar energia para a gente

Porque teve esse sonho pioneiro

E se não fosse esse plano alvissareiro

Nesse nosso Nordeste eu não vivia

Paulo Afonso é a fonte de energia

Que dá vida ao Nordeste brasileiro. (Sebastião Silva)




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2024 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!