noticias Seja bem vindo ao nosso site Jornal Folha Sertaneja Online!

Celebrando a VIDA

Professor Galdino, celebrando a Vida aos 76 anos. É tempo de agradecer!

Publicada em 19/01/24 às 01:29h - 515 visualizações

Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a noticia Professor Galdino, celebrando a Vida aos 76 anos. É tempo de agradecer!  Compartilhar a noticia Professor Galdino, celebrando a Vida aos 76 anos. É tempo de agradecer!  Compartilhar a noticia Professor Galdino, celebrando a Vida aos 76 anos. É tempo de agradecer!

Link da Notícia:

Professor Galdino, celebrando a Vida aos 76 anos. É tempo de agradecer!
O registro a aprovação de tese de mestrado do Professor Antônio Galdino em Lisboa/PT, em 25 de novembro de 2005. Banca: Reitor da Universidade Internacional e, com ele o Prof. Doutor Xavier, e Prof. Dr. Otávio Machado, Orientador.  (Foto: Acervo de Antônio Galdino)

O livro de Eclesiastes, na Bíblia Sagrada dos cristãos, diz no seu capítulo 3, versículo 1, que “Tudo tem o seu tempo determinado, e tempo para todo o propósito debaixo do céu”.

Chegando ao fim o dia 18 de janeiro de 2024, para mim, é chegado o TEMPO DE AGRADECER:

Em 18 de janeiro de 2024, o calendário da minha caminhada cravou 76 anos de vida.

Interessante é que, nesse meu dia de aniversário de 76 anos, ainda cedo fui invadido por cenas que sempre voltavam à minha mente: o momento da defesa do meu Mestrado em Portugal, no dia 25 de novembro de 2005, há mais de 18 anos, quando defendi a riqueza do potencial turístico de Paulo Afonso e Região dos Lagos do rio São Francisco. Talvez pela carga de emoção que ele me trouxe, por me sentir (sem ser oficialmente) representante de Paulo Afonso, (que nunca reconheceu esse trabalho), na terra mãe do Brasil.

O fato é que a lembrança daquele dia, intenso e cheio de esperanças me envolveu, de forma inexplicável todo esse dia. Resolvi então ilustrar esse momento de gratidão pelos 76 anos com imagem daquele inesquecível e histórico momento, quando um sertanejo de Zabelê/Paraíba, ex-aluno do COLEPA e das Escolas da Chesf, professor de vários colégios, morador e cidadão de Paulo Afonso, tem a ousadia, sem nenhum apoio oficial, de defender as belezas desse lugar e mostrá-las para o mundo e ainda merecer aplausos e elogios de estrangeiros e dos colegas brasileiros que ali estavam e nunca valorizado pelas gestões do município...

Isso talvez tenha sido a maior de todas as emoções pelo crescimento pessoal que tenha tido essa ousadia deste sertanejo... Só não sei explicar como estas cenas me chegaram, tão nítidas, tão fortes e tão constantes nesse dia em que completei 76 anos de idade... Deve ser, imagino, porque, passou o tempo, o investimento, assim como o tempo foi perdido... o timming... É isso? 

Registro feito e ilustrado, falemos das alegrias desta celebração da vida, aos 76 anos de idade.

Para chegar até aqui reconheço ter isso acontecido pela graça e misericórdia de Deus, que me deu nova vida em pelo menos dois graves momentos em que passei por intervenções cirúrgicas de elevado risco, em 2015 e em fevereiro de 2023

Nesse dia de aniversário tive a alegria de receber muitas mensagens de colegas da ALPA, de amigos e pessoas outras pelas redes sociais, WhatsApp, Instagram, Facebook, por telefone, o que me fez sentir novamente muito agradecido a Deus, pela sensibilidade destas pessoas, o que me tocou bastante.

Aprendi nessas muitas décadas de caminhada, que cada um presta contas a Deus dos seus próprios atos. Também aprendi o valor da Gratidão e tenho procurado ser agradecido. Tenho caminhado na direção do futuro, semeando sementes do bem para que, lá adiante, elas possam dar frutos sadios e bons para alimentar as novas gerações. E hoje, lembrei de um poema de Cora Coralina onde ela escreveu:

O que vale na vida

não é o ponto de partida

e sim a caminhada.

Caminhando e semeando,

no fim, terás o que colher.

Faz um tempo que li e há pouco reli Aliviando a Bagagem, de Max Lucado onde ele nos ensina como não precisamos levar tantas cargas pela vida.

Esse tema também mereceu a atenção de Cora Coralina quando disse:

“Fechei os olhos e pedi um favor ao vento:

Leve tudo que for desnecessário.

Ando cansada de bagagens pesadas...

Daqui para a frente levo apenas

O que couber no bolso e no coração.

E essa mulher, que se chamava Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas e usava o pseudônimo de Cora Coralina, foi uma poetisa e contista brasileira. Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras que teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965, quando já tinha quase 76 anos de idade, apesar de escrever seus versos desde a adolescência.

Com esse pensamento de leveza e gratidão, alcancei a marca dos 76 anos e tive um dia belíssimo, de muitas mensagens de apreço, afagos no coração desse caminheiro ainda um tanto cansado pelas muitas bagagens carregadas ao longo da caminhada...

Ainda no dia 17/01 o querido amigo Edson Mendes já me antecipa seu abraço de parabéns numa chamada de vídeo do Recife.

E, no dia 18, recebo uma poesia de Aníbal, um texto poético de Isac e muitas outras dezenas de mensagens. De um simples Parabéns a outras com palavras profundas de bem querer...

Ao celebrar essa idade, no aconchego da família e semeando palavras de gratidão por onde passo, lembrei de um encontro com um senhor evangélico já idoso, que não via há um bom tempo e nos encontramos há uns anos atrás em uma clínica médica e ele, me cumprimentou feliz e perguntou:

- Mas que bom vê-lo e o irmão está bem! Está com quantos anos?

Eu lembrei que há uma citação bíblica que diz que “A duração da nossa vida é de setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o melhor deles é canseira e enfado”. (Sl.90:10) Eu citei esse versículo e lhe respondi.

- Estou com 73. Já estou no lucro!

O irmãozinho muito sério me disse:

- Nunca diga isso, meu irmão. O irmão está na graça, pelas bênçãos de Deus em sua vida.

Nunca mais esqueci dessa lição. De fato, a simplicidade daquele senhor me fez entender que foi pela graça e misericórdia de Deus que saí de delicada situação depois de sepsemia que me deixou mais de 20 dias em um hospital do Recife, seis deles em UTI, em 2015 e, em fevereiro de 2023, infartado, recebi de forma emergencial 4 stents em coronárias...

Assim, chegar aos 76 é momento de gratidão, a Deus, por essa graça e misericórdia, aos familiares, pelos cuidados, esposa Maria de Lourdes, (53 anos de casados), filhas(Patrícia, Raquel, Fabiana) netos (Lorenna, Rodrigo, Beatriz, Hadassa, João Vitor, Paulinha), irmãs de Paulo Afonso (Edvânia), Juazeiro/BA (Edijânia e Edilânia), Minas Gerais (Eliane)... a todos os demais familiares e aos muitos que me trazem o carinho de muitas mensagens que são um afago... É tempo de agradecer...

A minha palavra é de gratidão a quem, de forma simples e direto ao ponto, pelo pulsar real do seu coração ou não, para quem disse Parabéns e para quem foi mais extenso em sua mensagem. Todos, igualmente, me sensibilizaram, me emocionaram, me fizeram feliz...

A gratidão é também para aqueles que ajustaram as palavras em textos em prosa de pura poesia cheios de versos brancos que remetem às minhas origens na pequena Zabelê, na Paraíba ou quem, em poemas de matizes coloridas decidiram contar a minha história de menino que se fez homem nestas terras pauloafonsinas onde vivo há mais de 69 anos...

Também aqueles que tomaram emprestadas canções lindas para me homenagear e outros que se utilizaram de imagens, figuras simbólicas, são merecedores da minha Gratidão.

18 de janeiro de 2024 foi realmente um dia intenso. De muitas mensagens da família, de ex-alunos, colegas da ALPA, do prefeito e de candidatos, de vereadores e gente dos tempos da Chesf, dos colégios...

A estes todos, com a vivência destas muitas décadas de vida, desejo que continuem sonhando bem alto, muito além do que a vista alcança, sonhos altos como os das águas, sábias, que voam acima das tempestades... e que continuem espalhando sementes do bem, para que seus frutos possam alimentar as gerações futuras.  

Muito, muito, muito obrigado a todos e a cada um que teve um tempo, por pequeno que tenha sido, para compartilhar comigo o seu abraço e receber o meu de volta.

Para todos, ao agradecer por esse dia especial, quero dedicar esta canção de uma paraibana, (Vejam o vídeo abaixo) já cantada por muitos, que eu já conhecia e recebi hoje. Também deixo esses versos de Cora Coralina citados acima e recomendo, especialmente para os que andam sobrecarregados do peso de muitas bagagens, que leiam o livro Aliviando a Bagagem (e outros) de Max Lucado (que recebi de minha filha Patrícia no meu aniversário de 2005).

Porque nós nascemos a cada novo amanhecer.

Assim, que todos possam sentir e viver intensamente, um novo tempo de caminhada na direção do futuro de suas vidas, a cada novo amanhecer.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

8 comentários


Manoel ROZENDO

20/01/2024 - 05:54:47

Só hj vi a matéria li reli ,e sempre digo meu amigo Galdino é sem dúvida um arquivo de memórias desta cidade.Pena que os gestores ,nunca reconheceram esta verdade ,mais o mais importante que ele tem o reconhecimento de Deus e muitos amigos.E nosso bom Deus sabe a hora e o momento de todos nós ,neste 18.01 2024 ,lhe concede mais um ano de vida porque ele ainda tem muita história pra contar.Sua mensagem é bela lembra toda sua caminhada desde ,Zabelê na Paraíba.Quando Galdino nasceu eu tinha 3 anos de idade ,minha estrada,volta do moxotó ,Glória e Paulo Afonso ,nos conhecemos mais próximo ,na CHesf ,como gerentes.Sou seu admirador e amigo,Deus lhe abençoe dando paz e saúde ,porque sem vc fica uma grande lacuna de informações .Está nas mãos de nosso bom Deus Gal nossos últimos degraus ,temos que agradecer muito ,eu meus 80 anos e vc 76 é sem dúvida uma dádiva de Deus .Parabéns Manoel Rozendo e Família .Eu tinha 4 anos quando vc nasceu .


João Gomes de Araújo.

19/01/2024 - 19:41:25

Parabéns grande Galdino, feliz aniversário, saúde e vida longa, você é uma memória viva de P.Afonfo, merecedor dos maiores elogios, que Deus lhe cubra de muitas felicidades no seio da sua linda família.Abraço.


Laércio Paz

19/01/2024 - 09:48:49

Parabéns eterno Mestre Professor Galdino. O senhor é merecedor de toda honra e toda glória. A sua trajetória de vida como pai e cidadão é um exemplo para todos.Desejo-lhe muita saúde, paz e uma chuva de bênçãos.


ELENILZA DAMASCENO

19/01/2024 - 07:51:51

Você merece tio Gal! Era assim que chamávamos nos tempos do CIEPA.Rsrss😘. Tempo bom!!Você contagia a todos com o seu carisma.Sempre tenho guardado muitos dos seus ensinamentos e agradeço a Deus por sua existência🙌🏼. Que possamos comemorar juntos muitos anos que Papai do Céu permitir.Você é aquele amigo mais chegado que um irmão. Louvo a Deus por fazer parte do rol de seus amigos🙌🏼Eu e a minha família, temos um carinho muito grande por você ! Fique em paz e que venham mais anos para comemorarmos juntos, com fé em Deus! Grande abraço da FAMÍLIA DAMASCENO 🤗


Valdomiro Bernardo do Nascimento

19/01/2024 - 06:42:32

Parabéns Professor Antônio Galdino pela sua bela vida. Seus caminhos são iluminados pelo Criador do Universo. Ter sua amizade é motivo de alegria para todos os seus amigos. Gratidão!


Luciano

19/01/2024 - 05:34:09

Parabéns Professor, Mestre Antônio Galdino.Seu legado, que é construído com amor e extrema dedicação, é também um acervo histórico de grande importância para Paulo Afonso e região.E há 20 anos o aniversário era seu mas quem ganhava o presente era a cidade e região com a Folha Sertaneja que nascia em fevereiro.E não podemos esquecer do seguimento de turismo onde desde que a "jovem senhora Paulo Afonso se fez gente", a presença de Antônio Galdino foi marcante, como um paladino incansável, na maioria das vezes organizando, com a mão na massa,e ou servindo de consultor para estudiosos ou gestores.76 anos, bela idade, que o Pai Celestial o abençoe e que Paulo Afonso o possa ter por mais 76 anos de excelentes serviços prestados.Forte abraço, de terras distantes.


Paula Rubens

19/01/2024 - 05:18:53

Não importa a falta de título oficial, pela constante defesa, preocupação, contribuição e capacidade de liderança em torno de nobres ideais,você sempre será representará Paulo Afonso onde quer que esteja. Parabéns,Professor Galdino!Você é dessas pessoas que a gente pode dizer verdadeiramente: é um prazer em conhecê-lo! Deus o abençoe com muitos anos de vida feliz!


SAUL CAMBOIM

19/01/2024 - 04:27:42

EXCELENTE GALDINO, SUA MENSAGEM DE AGRADECIMENTO POR JUSTAS HOMENAGENS RECEBIDAS DAQUELES QUE TE ADMIRAM,ENFIM QUEM PLANTA COLHE,E NO JARDIM DA SUA EXISTÊNCIA PLANTASSES COM TEU VASTO SABER TUDO DE BOM, COM UMA BRILHANTE INTELIGÊNCIA QUE O CRIADOR TE DEU.E QUE VENHAM MUITOS OUTROS JANEIROS.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2024 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!