Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Memória Viva

Coral Chesf de Paulo Afonso homenageia Sebastião Leandro, da SUPRAVE, no seu aniversário de 80 anos

Parabéns ao octogenário Sebastião e ao Coral Chesf pela iniciativa e merecida homenagem

Publicada em 07/01/22 às 00:58h - 904 visualizações

por Antônio Galdino, com informações e fotos de Nilma, Coralista e Psicanalista


Compartilhe
Compartilhar a notícia Coral Chesf de Paulo Afonso homenageia Sebastião Leandro, da SUPRAVE,  no seu aniversário de 80 anos  Compartilhar a notícia Coral Chesf de Paulo Afonso homenageia Sebastião Leandro, da SUPRAVE,  no seu aniversário de 80 anos  Compartilhar a notícia Coral Chesf de Paulo Afonso homenageia Sebastião Leandro, da SUPRAVE,  no seu aniversário de 80 anos

Link da Notícia:

Coral Chesf de Paulo Afonso homenageia Sebastião Leandro, da SUPRAVE,  no seu aniversário de 80 anos
 (Foto: Divulgação de Nilma, Coralista e Psicanalista)

No último dia 3 de janeiro, uma segunda-feira, o empresário Sebastião Leandro de Morais completou 80 anos de vida intensa. E, como faz todos os santos dias, inclusive nos domingos até o começo da tarde, ele sempre está no seu Supermercados SUPRAVE, seja saudando os clientes no microfone da Loja, seja cumprimentando um e outro entre as gôndolas ou, aqui e ali, ajudando um dos clientes, idosos como ele, senhoras com crianças, gestantes, a levar a suas sacolas para os carros estacionados em frente da SUPRAVE. Esse é o Sebastião Leandro que todos conhecem.

Pois nesse dia 3 de janeiro de 2021, às 11:30 da manhã, na sua rotina diária, o agora octogenário Sebastião é agradavelmente surpreendido por músicos e cantores do Coral Chesf de Paulo Afonso, sob a Regência do Maestro Sandro Rogério, que entram nos Supermercados cantando os parabéns para o surpreso e emocionado cidadão. Foi uma grande homenagem que mexeu com a emoção do pacato Sebastião.

O maestro entrou na SUPRAVE com um trompete, esperando sua chegada e os demais do Coral ficaram no estacionamento. Ao entrar em seu estabelecimento comercial, ele foi surpreendido com os Parabéns pra você tocado por Sandro no trompete e o coral em fila o acompanhou se posicionando no mesmo local onde, no dia 18 de dezembro o Coral Chesf participou, como faz todos os anos, de uma bela celebração natalina com a participação da Academia de Letras de Paulo Afonso, de que Sebastião Leandro é Membro Honorário.

Os clientes também se juntaram em uma única voz e cantaram os parabéns pra ele. Sebastião, muito emocionado, ficou feliz. 

Depois uma Coralista, Ivoneide, apresentou uma mensagem espontânea pra ele, demonstrando a pessoa humilde, de coração humano que ele é. 

O Coral Chesf de Paulo Afonso cantou as músicas Amigo e Como é grande o meu amor, ambas de Roberto Carlos. Com mais um toque de emoção, o coralista Edilson Vieira se caracterizou de Roberto Carlos e cantou a música Amigo e todo o Coral cantou o refrão.

"O Sr. Sebastião Leandro, sempre muito emocionado, recebeu das mãos do maestro uma placa em nome do Coral Chesf. No final tiramos foto com ele. Chorando muito ele agradeceu o carinho do coral e do maestro". Disse Nilma.

À radialista Ilma Cordeiro, da Rádio Kibôa, que também presta serviços à Suprave, Sebastião falou de sua grande emoção por esse momento que ele não esperava.

Conheça um pouco da história desse pioneiro de Paulo Afonso. Os versos de cordel, são de sua autoria.

Sebastião Leandro de Morais, filho de José Leandro de Morais, conhecido como Zé Paizinho e de D. Decila Cordeiro de Morais nasceu no pé da Serra das Queimadas, em Monteiro-PB em 3 de janeiro de 1942.

Na cidade de Monteiro

Onde ele foi batizado

No livro da Santa Igreja

Seu nome está registrado.

Ainda no começo dos anos de 1950, José Leandro veio morar em Forquilha, para melhorar de vida.

José Leandro de Morais

Partiu de sua terra natal

Pra vir morar em Forquilha

Tendo um novo ideal

Com o coração saltitante

Chegou como um retirante

Na Bahia de Cabral

 

Decila Cordeiro de Morais

Por amar ao seu marido

Deixou seus familiares

Veio, com o coração partido

Lá da Serra das Queimadas

Com vozes sonorizadas

De um coração comovido.

 

Zé Paizinho se estabeleceu em Forquilha com uma pequena padaria, a Padaria União e Sebastião descia e subia as ruas tortas de Forquilha vendendo pão.

Lembrando da sua infância

Vendo o seu nome na tela

Para os outros pode ser feio

Pra ele é perfeita e bela

Veja o seu primeiro ensaio

Vendendo pão num balaio

Pelas ruas da favela...

Nos fins de semana, enquanto os outros molecotes do seu tope estão correndo e brincando Sebastião estava trabalhando na feira livre que funcionava dentro da Chesf, pertinho da Igreja de São Francisco e do campo poeirão de futebol. Ali, a Chesf tinha construído um grande mercado público que funcionou por muitos anos. Depois se transformou na Escola Parque e hoje, ali está a Universidade do Estado da Bahia.

E o amigo Sebastião

Da feira sentiu saudade...

Como o pai era comerciante, o menino conseguiu estudar nas Escolas da Chesf. No Murilo Braga, na Escola Adozindo e no Ginásio Paulo Afonso.

Foi também Escoteiro do Chefe Abel, o ex-prefeito e vereador Abel Barbosa e Silva.

No tempo certo, se apresentou e serviu o Exército brasileiro. Depois, conseguiu trabalhar nos Correios e, mesmo trabalhando nos Correios ele e seu irmão fizeram um empréstimo no Banco da Bahia (depois comprado pelo Baneb) e compraram um caminhão. Uma Mercedes cara curta e trataram de carregar areia e argila, para as construções, para a Sacol.

Depois, venderam o carro velho e fizeram outro empréstimo, no Banco Real e compraram outro caminhão.

Amigo e compadre do Padre Alcides e de Padre Mário Zanneta, eles recomendaram que quando o caminhão fosse pras bandas de Feira de Santana trouxessem de lá, ração.

Prestando serviço à Chesf

Puxando argila e ração...

...

Foi forte o seu pensamento

Tudo que um homem almeja

Formulando outros planos

Espera que assim seja

A vocação ganhou luz

Na presença de Jesus

Prestando serviço à Igreja.

Com muito trabalho e luta, tendo que lutar também contra pessoas invejosas naqueles primeiros tempos Sebastião conseguiu criar a SUPRAVE, em 16 de dezembro de 1981, completando 40 anos este ano.

Veja onde a Suprave nasceu

Essa história é verdadeira

Sendo ela bem pequenina

Ouça a voz primeira

Eles ficaram empolgados

E o terreno foi comprado

A Gilberto Gomes de Oliveira 

Durante toda a sua vida em Paulo Afonso os negócios do Sr. Sebastião Leandro de Morais e da família têm sido abençoados por Deus, pela sua fé inabalável e se multiplicado e hoje as suas empresas e de sua família empregam centenas de pessoas. Só a Suprave tem um corpo funcional de mais de 200 empregados.

Uma das grandes virtudes de Sebastião Leandro tem sido, há muitos anos, o apoio à cultura, poetas, repentistas, escritores de Paulo Afonso.

Paulo Afonso que já teve algumas pequenas livrarias e até uma de renome nacional, hoje se ressente desse ambiente literário e cultural. Como uma forma de apoiar os escritores de Paulo Afonso e região o Sr. Sebastião Leandro mantem espaço para vendas dos seus livros, coisa incomum nos Supermercados da cidade.

Pelos seus serviços prestados ao município, a Câmara Municipal de Paulo Afonso lhe concedeu o Título de Cidadão de Paulo Afonso, aprovado no dia 4 de setembro de 2006 por todos os vereadores. O Decreto Legislativo que outorga esse título é o de Nº 005/2006 e foi assinado pelo presidente da Câmara, Vereador Petrônio Barbosa, pelo vice-presidente, Delmiro Alves, 1º Secretário, Edson Oliveira Santos (Maciel) e pelo 2º Secretário, José Ângelo de Carvalho.

Também a Academia de Letras de Paulo Afonso, como merecida homenagem o recebeu nessa instituição cultural como Membro Honorário, Imortal da ALPA, em solenidade realizada no dia 14 de dezembro de 2017, no Memorial Chesf de Paulo Afonso.

Essa é uma brevíssima história de Sebastião Leandro de Morais. As estrofes dos versos acima são de sua autoria e também os poetas Antônio Romão (Poeta de Cristo) e seu neto Rafael Neto, prestaram homenagem a este cidadão em versos de cordel.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

3 comentários


João Bernardo

08/01/2022 - 23:21:27

Bastião da Suprave...grande amigo, dos tempos que trabalhava nos correios,que ia entregar cartas lá na Duque de Caxias, onde eu morava na casa do meu Cunhado Valdevan,que era muito amigo de bastião,passava em frente da casa do meu cunhado com aquelas botas na lama....que Deus vos abençoe grandemente sempre, meu amigo Bastião.


Edson Barreto

07/01/2022 - 07:04:22

Sebastião Leandro de Morais, o nosso querido Sebastião da Suprave, um ícone da história de Paulo Afonso. Homem íntegro e de um carisma magistral. Parabéns pelos 80 anos de lutas e vitórias. Deus esteja sempre contigo e família!


Manoel Rozendo Filho

07/01/2022 - 06:21:36

Fique triste em não ter sabido antes para está presente neste tão merecido momento de homenagem a um cidadão que tem todos as qualidades de ser humano .Meus parabéns Tião e de toda minha família pelo dom da vida .03.01.2022.Seu amigo Manoel Rozendo.j


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!