Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Local

Devido a pandemia, Ministério da Saúde suspende Dia D da vacinação contra a gripe que aconteceria neste sábado (9)

A medida tem como objetivo evitar a aglomeração nos postos de saúde e a contaminação do novo coronavírus

Publicada em 08/05/20 às 18:15h - 759 visualizações

por Ascom/PMPA


Compartilhe
Compartilhar a notícia Devido a pandemia, Ministério da Saúde suspende Dia D da vacinação contra a gripe que aconteceria neste sábado (9)  Compartilhar a notícia Devido a pandemia, Ministério da Saúde suspende Dia D da vacinação contra a gripe que aconteceria neste sábado (9)  Compartilhar a notícia Devido a pandemia, Ministério da Saúde suspende Dia D da vacinação contra a gripe que aconteceria neste sábado (9)

Link da Notícia:

Devido a pandemia, Ministério da Saúde suspende Dia D da vacinação contra a gripe que aconteceria neste sábado (9)
 (Foto: Divulgação Ascom PMPA)


O Ministério da Saúde suspendeu o Dia D da vacinação contra a gripe que aconteceria neste sábado (9). A medida tem como objetivo evitar a aglomeração nos postos de saúde e a contaminação do novo coronavírus.

“Houve uma orientação do Ministério da Saúde no sentido de evitar as aglomerações. Então optamos por suspender o Dia D que ocorreria neste sábado, mas vamos continuar com o calendário de vacinação contra a gripe, que vai até 5 de junho”, ressalta a coordenadora da imunização, Gleysa Vasconcelos.

Esta é a terceira fase da vacinação contra a gripe, que vai de 18 de maio a 5 de junho, priorizando crianças de 6 meses a 5 anos; pessoas com deficiência; gestantes;  puérpuras; adultos de 55 a 59 anos e professores de escolas públicas e privadas.

Nesta fase, a pretensão é vacinar mais de 9.300 crianças, 1.300 gestantes, 224 puérperas e mais de 11.500 adultos. Para estes públicos a imunização será feita em dois momentos - de 11 a 17 de maio: crianças de 6 meses a 5 anos; gestantes; puerperas até 45 dias após o parto e pessoas com deficiência. De 18 de maio a 5 de junho, adultos de 55 a 59 anos e professores das escolas públicas e privadas.

Para se vacinar, o cidadão deve levar seu cartão de vacina, bem como o de seu filho. Já o camionheiro deve apresentar o documento de comprovação da sua atuação, como carteira de trabalho, contracheque com um documento de identidade, ou a carteira de habilitação categoria C/E.

Nas fases um e dois da vacinação contra a gripe, os grupos contemplados foram idosos, trabalhadores da saúde; indígenas; população privada de liberdade; adolescente e jovens sob medidas sócio educativas; profissionais das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas; caminhoneiros e motoristas de transporte coletivo.

De acordo com os dados do setor, Paulo Afonso superou a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, com imunização dos idosos, chegando a alcançar a imunização deste grupo de 102%, assim como os índices de trabalhadores da saúde e indígenas.

Ascom/PMPA




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12