Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Local

Sedes reforça parceria com Diocese para ajudar pessoas menos favorecidas economicamente

Publicada em 14/04/20 às 23:19h - 750 visualizações

por Ascom/PMPA


Compartilhe
Compartilhar a notícia Sedes reforça parceria com Diocese para ajudar pessoas menos favorecidas economicamente  Compartilhar a notícia Sedes reforça parceria com Diocese para ajudar pessoas menos favorecidas economicamente  Compartilhar a notícia Sedes reforça parceria com Diocese para ajudar pessoas menos favorecidas economicamente

Link da Notícia:

Sedes reforça parceria com Diocese para ajudar pessoas menos favorecidas economicamente
 (Foto: Divulgação Ascom PMPA)


Equipes do Creas já iniciaram abordagens aos moradores de rua e migrantes para cadastramento e encaminhamento à Casa da Acolhida

Com a finalidade de amparar pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica, a Prefeitura de Paulo Afonso, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedes), formou uma parceria com a Diocese Nossa Senhora de Fátima.

Eventualmente, pessoas que durante suas viagens passam por Paulo Afonso e não têm condição financeira suficiente para pagar hospedagem, procuram o serviço socioassistencial da Prefeitura. Devidamente identificadas pelo serviço de proteção social do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) essas pessoas são encaminhadas à Casa da Acolhida, instituição filantrópica criada pela Diocese Nossa Senhora de Fátima para essa finalidade.

Em recente reunião com o bispo diocesano, Dom Guido Zendron, a secretária interina de Desenvolvimento Social, Cíntia Rosena, apresentou a proposta de reforço na parceria para estender o acolhimento a moradores de rua ou migrantes que vieram a Paulo Afonso em busca de trabalho, mas devido à pandemia do coronavírus e a dificuldade de transporte eles não têm como retornarem para sua localidade.

Com a aceitação da proposta pelo líder religioso, equipes do Creas já iniciaram um trabalho de abordagem às pessoas que vivem nas ruas do centro da cidade. A partir dos diálogos, o cadastro e encaminhamento só poderá ser feito com a aceitação da pessoa.

“É uma maneira de ajudarmos a muitas pessoas que infelizmente não têm um teto para morar. A parceria com a Diocese é fundamental para que possamos realizar um trabalho de cunho social e contribuir também com o funcionamento dessa importante instituição”, observa a secretária Cntia Rosena.

Com a parceria firmada, a equipe da Sedes conseguiu viabilizar o retorno de três pessoas para suas respectivas localidades. Eles já estavam residindo na Casa da Acolhida e posteriormente, foram encaminhados para São Paulo, Minas Gerais e o outro para Petrolândia, Pernambuco.

(Ascom/PMPA)




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

3 comentários


franesijo

15/04/2020 - 16:15:31

Pronto. Meti a cara, entrei e saí de rua, e encontrei! Bem no largo da feirinha, pessoal! Já levei uma cesta básica. Valor pago: menos de R$50,00. Pretendo levar uma cesta por mês até o final da crise.


observador

15/04/2020 - 11:08:42

Quem não é católico poderia tb se unir para fazer alguma coisa por quem não está conseguindo sair para trabalhar. as igrejas Tão fazendo alguma coisa?


companheiro

15/04/2020 - 10:49:51

Quero ajudar em alguma coisa. Creio que, com a igreja católica no meio, não vai haver desvio nem politicagem. O que posso levar, onde fica a casa?Com certeza, o pessoal da Sedes e da igreja católica faz um trabalho que merece aplausos. A hora é de pregar com ações como eles fazem.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!