noticias Seja bem vindo ao nosso site Jornal Folha Sertaneja Online!

Professor Nery

Barrando a emoção dos turistas

Publicada em 09/05/24 às 10:41h - 287 visualizações

Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a noticia Barrando a emoção dos turistas  Compartilhar a noticia Barrando a emoção dos turistas  Compartilhar a noticia Barrando a emoção dos turistas

Link da Notícia:

Barrando a emoção dos turistas
Turistas na Cachoeira de Paulo Afonso  (Foto: Antônio Galdino)

É o que estamos fazendo. Estamos a fazer, mais corriqueiro no português de Portugal. Os estudantes dizem ser a construção um presente contínuo. Continuidade de insanidade, com todo o respeito. Não estamos respeitando o turista. Ignoramos as suas emoções. Desprezamos a sua sensibilidade e os seus sonhos de encantos. 

As coisas de Paulo Afonso, os encantos para os turistas, passaram a ser corriqueiras para nós. Nos acostumamos com elas. Ficaram, digamos, "saturadas" por uma sábia lei do Criador. Assim, pensamos para a frente. Progredimos. Para o turista, continuam esplendorosas; encantadoras, sedutoras e belas.

Será que falta comunicação? Agressividade? Será que temos que ser como as meninas persistentes e encantadoras das lojas que nos fazem comprar? A gente compra - pela convencedora coação delas. E vale notar o gostoso usufruto, compensador e real, do objeto adquirido. O discurso é a arte do convencimento. O discurso do Padre Leo nos convence. A investida de Getúlio Vargas foi tolerada. O ímpeto de Juscelino botou o Brasil cinquenta anos na frente. Eles sonharam, persistiram, trabalharam duro, sem bobagens desanimadoras nem narrativas inócuas e cansativas - e o Brasil decolou, infelizmente com voos de galinha assim abortados pelos dizedores de não; negativistas desprezíveis.

Se insistirmos, o turista retornará a Paulo Afonso. Como dito, vamos pensar bem, as nossas belezas continuam belas. Basta usarmos a cabeça para seduzirmos o turista. Ou você não é você por causa da sedução do seu pai sobre sua mãe? Os encantos dela foram responsáveis por você existir.

Temos encantos de sobeja. Nós os temos. Sim, temos. Temos sim! Um trenzinho a apitar e soltar fumaça tratada de Piranhas para cá, subindo o caminho sonhado por Pedro II, hégira abençoada para o sertão do nosso Nordeste - coisas parecidas que os sonhadores sabem sonhar - e os turistas de volta.

Mesmo porque a vida acaba quando acabam os sonhos.

Francisco Nery Júnior

P.S. Este grito que nos sai e explode para fora da garganta queremos crer ser o grito de cada pauloafonsino.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

5 comentários


F. Nery Jr.

09/05/2024 - 18:57:13

Caro Galdino, tenho certeza que os nossos engenheiros são capazes de "bolar" uns "splashes" com pouquíssima água em ocasiões programadas. Uma, digamos, pantomima no bom sentido, fazendo de conta a água a escorrer como uma cachoeira. O turista é "besta" para o que é novo para ele. Uma multidão a lotar o Coliseu, outra no Louvre, mais um bocado de gente a adorar a Madona e de boca aberta diante das pirâmides do Egito. Não adorariam o nosso canyon? O Raso da Catarina, a Serra do Umbuzeiro e a saga de Lampião? A caatinga e o Nordeste imponente?!!!!!!!!


leitor

09/05/2024 - 18:42:25

Doutor Amaury faz falta.


F. Nery Jr.

09/05/2024 - 16:22:18

Cadê o governador de Alagoas que tem visão e interesse no projeto de ressuscitação do Trem do Imperador? Cadê Jerônimo, para ser o nosso herói? Os comerciantes de Paulo Afonso não estão cientes que, havendo atividade turística na região, ganharão mais dinheiro? Não sabem que, no Brasil, as coisas só saem na manivela, sacudindo os caras do poder que muito bem curtem o turismo na Tailândia e na Disneyworld?


SAUL CAMBOIM

09/05/2024 - 11:05:21

DUAS SÁBIAS COLOCAÇÕES


Professor Galdino

09/05/2024 - 10:52:25

Caro Professor Francisco Nery. Grita o senhor, homem viajado, pela falta de ação de Paulo Afonso para atrair mais turistas para esta cidade, "Oásis Sertanejo". Também venho gritando há décadas contra esse mesmo descaso, desinteresse por esse importante vetor da economia em todo o mundo. Infelizmente, estaremos fazendo coro, em dueto e até com algumas outras vozes, que vão continuar ecoando nos paredões do cânion... E assim será enquanto gestores do município não acreditarem nesse tesouro adormecido, o turismo. Há muitas décadas que vem assim, já me disseram até que "turismo não dava voto". Enquanto os gestores municipais continuarem vendo sem querer enxergar e de ouvidos moucos aos nossos gritos, eles terão como resposta apenas o eco vindo das paredes do maravilhoso cânion do rio São Francisco, que ninguém também parece ver... Lamentavelmente... E Paulo Afonso já esteve, colocada pelo Ministério do Turismo, entre os 115 destinos turísticos do Brasil... Abraço fraterno. Professor Galdino.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2024 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!