Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Jornal Folha Sertaneja Online
Professor Nery

Otta, fator de excelência para os meus artigos

Publicada em 12/05/22 às 21:35h - 316 visualizações

por Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a notícia Otta, fator de excelência para os meus artigos   Compartilhar a notícia Otta, fator de excelência para os meus artigos   Compartilhar a notícia Otta, fator de excelência para os meus artigos

Link da Notícia:

Otta, fator de excelência para os meus artigos
Otta e Nery e Otta, olhando a vida pela janela  (Foto: Acervo do autor)

Invariavelmente ao meu pé, inspiração para o que escrevo, sempre presente Otta, o meu cão de estimação nos seus quinze anos de esplendor. Ao lado do computador, abaixo melhor dizendo, expira confiança, fundamental para a qualidade da obra - considerando que há qualidade. 


Direto ao assunto, para delícia do leitor, tradução de matéria por Ségolène Barbé em Le Figaro de 10 de maio de 2022: 

Como os animais de estimação podem ser um fator de equilíbrio 


“Algumas pessoas fazem de um animal seu único amigo porque elas têm dificuldade de criar laços de amizade com os outros, por temor dos seus julgamentos”, explica a psicóloga Annique Lavergne. 


PSICOLOGIA – Eles nos amam sem condição e nos fazem bem... às vezes com o risco de assumirem uma função excessiva. 


Na França, 32 milhões de peixes, 14 milhões de gatos e perto de 8 milhões de cachorros vivem nas nossas casas e jardins. Mais de uma em cada duas casas possui pelo menos um animal de estimação e as pessoas gastam com eles nada menos que 5 bilhões de euros a cada ano. Por que nossos animais de estimação ocupam tão significativo lugar nas nossas vidas? O que os torna tão preciosos aos nossos olhos? 

“Vários estudos científicos colocam em evidência os seus benefícios para a saúde física, a saúde mental e a estima de si mesmo”, comenta Annique Lavergne, psicóloga e especialista de uma instituição de apoio em Quebec. “Eles são cada vez mais preciosos na nossa sociedade cada vez mais individualista onde a pandemia ampliou a solidão...” Com efeito, muitas pesquisas e estudos têm mostrado que as pessoas confinadas com um animal tinham o moral menos afetado que as outras pela pandemia do Covid-19. 


Portanto, nós amamos os animais de estimação porque eles nos fazem bem. 


Introdução e tradução do francês por Francisco Nery Júnior 







ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

2 comentários


Edson Barreto

14/05/2022 - 08:55:00

Parabéns, professor Nery, meu amigo que prezo e admiro pela intelectualidade e pelas ações probas. Quando o homem aprender a respeitar e ter carinho pelos animais e pela natureza, poderá dizer que a vida vale a pena!


Adendo

13/05/2022 - 14:13:12

Otta em pé na janela vai muito além da contemplação da vida exterior. Ele está esperando a minha volta do IFBA, como costumava acontecer todos os dias. Chegando perto de 1 hora da tarde, fim do meu expediente, ele nervoso atava-se à janela na expectativa da minha volta - quando sempre acontecia uma festa entre dois amigos que se amam na pureza do amor.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12