Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Professor Nery

O que se pode esperar de um representante eleito - Custos e benefícios para o contribuinte

Publicada em 03/04/22 às 23:16h - 199 visualizações

por Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a notícia O que se pode esperar de um representante eleito -  Custos e benefícios para o contribuinte    Compartilhar a notícia O que se pode esperar de um representante eleito -  Custos e benefícios para o contribuinte    Compartilhar a notícia O que se pode esperar de um representante eleito -  Custos e benefícios para o contribuinte

Link da Notícia:

O que se pode esperar de um representante eleito -  Custos e benefícios para o contribuinte
 (Foto: imagem ilustrativa)

Como “sem o danado do dinheiro não se faz nada”, o custo para a manutenção do Poder Legislativo Municipal é altíssimo – dinheiro do contribuinte. Por esta razão, sempre valerá a pena a discussão visando à otimização de resultados. 

O que se espera, o que poderia um vereador eleito pelo povo em competição legítima fazer para propiciar um retorno justificável em termos de produção? 

Fazer e aperfeiçoar as leis aparece no topo. Está na cartilha. Acompanhar, vigiar e zelar pela boa execução do Orçamento Municipal vem logo abaixo. Que mais, além do trabalho contínuo e persistente, fruto mesmo de algo parecido com coação, que compete com o trabalho dos despachantes profissionais, meritório sem dúvida, naquilo que assiste os mais necessitados que pouco têm a quem recorrer, assegurado que feito dentro da honestidade e da ética esperadas de um representante do povo? 

Vamos pensar, meio atabalhoadamente: 

. Exercer o direito/dever de pressão sobre o executivo; 

. Tornar a Casa um centro ad hoc de debate de grandes temas de interesse para o povo; 

. Imbuir-se do sentimento de pertencer ao que os americanos denominam think tank; 

. Propor soluções factíveis dentro da realidade, da cultura local e do Orçamento; 

. Despojar-se, na medida do resistível, da contaminação do orgulho ou da prepotência; 

. Trabalhar pela arborização extensiva e compreensiva do espaço urbano; 

. Apoiar iniciativas de recuperação das matas ciliares do São Francisco; 

. Sonhar com o reenchimento dos nossos lagos artificiais, seguido do devido peixamento; 

. Tentar atrair atividades náuticas tirando proveito dos reservatórios da Chesf; 

. Solicitar mais equipamentos sociais nas praças, considerando que já temos um bom começo; 

. Cobrar a dinamização do Centro de Zoonose, tendo em vista que gatos e cachorros (pets) não pediram para ser domesticados; 

. Lutar para a propiciação de lazer para o povo que é um preceito constitucional; 

. Interagir com os nossos representantes a nível nacional (aqueles que nos visitam à cata de votos) para a construção de outra ponte sobre o Canal de PA-IV; 

. Instar pela instalação de um forno crematório na cidade (cremações têm que ser realizadas na cidade de Alagoinhas); 

. Ajudar o executivo no esforço para o retorno dos voos para Recife, Salvador e São Paulo; 

. Lutar para o melhor atendimento dos pauloafonsinos em termos de saúde; 

. Cooperar para o bom relacionamento do Executivo com a Chesf; 

. Estimular a criação de um Conselho de Notáveis na cidade para sugestões e consultas (think tank); 

. Recomendar ao Executivo a viabilização da entrada para a cidade a partir do Bairro 

  Rodoviário (prevista no Plano Diretor); 

. Brigar pela redução drástica dos cargos comissionados na Prefeitura; 

. Empenhar-se pela revitalização do Centro, recuperando a via de acesso Catedral/Centro (sem prejuízo para quem acreditou e investiu no Calçadão); 

. Dedicar uma atenção especial, junto ao Executivo, aos professores municipais, enfermeiros dos postos médicos de atendimento, guardas municipais e garis, levando em consideração a natureza do trabalho que realizam diretamente para os mais necessitados; 

. Recomendar a dinamização da Sementeira Municipal que poderia contar com algum tipo de assessoria para o pessoal da zona rural; 

. Sugerir a criação de um abrigo para idosos desamparados na cidade ou o aumento da cooperação com os Vicentinos; 

. Engajar-se no sonho do Teatro Municipal; 

. Manter contatos exaustivos com instituições de crédito visando ao estímulo às atividades náuticas na região; 

. Sonhar e acreditar no estabelecimento de um “corredor turístico” subindo de Piranhas até 

  Paulo Afonso viabilizado com a instalação de uma via férrea; 

. Convencer o Executivo para a instalação de plataformas de contemplação turística nos topos dos montes da entrada de Glória e da Serra do Umbuzeiro; 

. Estudar a viabilidade de algum tipo de sala de descanso para a turma da zona rural quando se desloca para o centro urbano para a resolução de problemas. 

Você pode dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único.” (John Lennon) 

Em ano de eleições para o legislativo estadual e federal – a carnificina em busca dos votos se acentua e as mudanças nos pegam de surpresa –, o leitor está liberado para ampliar a lógica da nossa matéria. Da Câmara de Vereadores, para a Câmara Federal e para o Senado. Ele, o leitor, terá gestado a sua própria matéria. 

Francisco Nery Júnior 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


F. Nery Jr.

04/04/2022 - 07:50:45

Se tivéssemos um gerente municipal, tipo primeiro-ministro, para o dia a dia da administração (testemunhei isso na cidade de Worcester em Massachusetts), muitas dessas coisas já teriam sido feitas/assimiladas. Ocupado e absorvido pela politicagem, o senhor prefeito não dispõe de tempo para "pensar' a cidade.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12