Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Jornal Folha Sertaneja Online
Professor Nery

De novo, Rosa de Pixinguinha

A interpretação do conjunto Casa Velha, um banquete cultural

Publicada em 14/10/21 às 23:05h - 463 visualizações

por Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a notícia De novo, Rosa de Pixinguinha      Compartilhar a notícia De novo, Rosa de Pixinguinha      Compartilhar a notícia De novo, Rosa de Pixinguinha

Link da Notícia:

De novo, Rosa de Pixinguinha
Conjunto de choro Casa Velha  (Foto: Da net )

O leitor já conhece o poema. O convite, agora, é para considerar a interpretação da composição musical. Os atores, em pé firme, roupas simples do povão, em frente a uma casa velha típica do mesmo povão, se engajam e dialogam em uma cumplicidade que beira a perfeição.   


Notável e perfeito o arrebatamento de um para outro da linha melódica em ritmo eminentemente brasileiro. Das notas simples e feministas da flauta, ao som barítono, às vezes baixo, do trombone de vara machão, um só enlevo.   


E eles tocam como o povo vive nas esquinas, nos bares e nas favelas. Chapéu de malandro de um, boina de intelectual auto definido de outro, eles tocam. E tocam. Tocam a nos encher a alma de prazer. A flautista, feminista pelo simples fato de ser mulher, toca em condição de igualdade. Leve e solta, como solto o canto mavioso da flauta, ela toca.   


O leitor vai me permitir lembrar os concertos da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia.  Banquetes que eu frequentava temperados pelo prazer de um dos contrabaixistas ser meu pai e um dos flautistas meu tio por parte da minha mãe. Os dois não mais presentes, o prazer é exponencial.   


E o nosso ambiente de gozo e prazer supremo consequência da obra magistral de Pixinguinha.   

Francisco Nery Júnior   

   

P.S. Veja o vídeo abaixo ou, para ver depois, acessar a interpretação clicando, no Google, Rosa de Pixinguinha pelo grupo Casa Velha.   




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

5 comentários


Professor Galdino

15/10/2021 - 23:09:18

Que bom Professor Nery, que a tua sensibilidade, o reconhecimento desses valores chegou a um deles e, certamente aos demais. Fico muito feliz em ter aberto esse espaço para a cultura, a música, mostrando a outro público esses talentosos músicos. O aplauso é para o cronista Francisco Nery e, naturalmente para todos esses que fazem esse Grupo Casa Velha! Parabéns!


F.Nery Jr.

15/10/2021 - 15:13:49

O titular do cavaquinho do Grupo, Rafael Meira, nos enviou a seguinte mensagem:“Que maravilha!Fiquei bastante tocado em receber essa surpresa!Obrigado! Vou repassar aos demais integrantes.Um abraço!Rafael Meira”


F. Nery Jr.

15/10/2021 - 09:08:09

Nobres Isac e Marcos, é que vcs têm ouvidos para ouvir e olhos para enxergar!


Isac de Oliveira

15/10/2021 - 08:26:37

Prof. Nery, escreve poeticamente... Belo texto caro confrade.


Marcos Antônio Lima

14/10/2021 - 23:44:41

Simplesmente demais.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12