Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Jornal Folha Sertaneja Online
Professor Nery

O poema do professor Roberto Ricardo

Publicada em 11/10/21 às 11:07h - 1085 visualizações

por Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a notícia O poema do professor Roberto Ricardo    Compartilhar a notícia O poema do professor Roberto Ricardo    Compartilhar a notícia O poema do professor Roberto Ricardo

Link da Notícia:

O poema do professor Roberto Ricardo
 (Foto: Fotos: Gabriela Rodrigues - Ascom/CMPA)

Rob, Roberto Ricardo do Amaral Reis, que, juntamente com Frederico Fausto Agostinho de Mello e Ivus Conde Ideburque Leal, forma a trinca dos nomes mais musicais de Paulo Afonso, foi meu colega de campus na PUC de Salvador. Ele terceiro ano de Geografia e eu primeiro de Letras. Uma sua irmã minha professora de Literatura Brasileira e outra secretária do nosso Instituto de Letras.  


Vim para Paulo Afonso em 1974. Estava vindo para o fim do mundo, noção rapidamente prejudicada quando, na primeira vinda ao Colepa, vejo a figura de Rob se locomovendo no corredor.  


Estávamos na solenidade de posse da nova diretoria da Academia de Letras de Paulo Afonso. Franqueada a palavra, o acadêmico Roberto Ricardo, nosso decano, declamou, para gáudio de todos os presentes, o poema Deus de Olavo Bilac. Na experiência do Colepa, eu havia encontrado Rob. Nesta da posse da diretoria, o reencontrei no poema de Bilac.  


Na verdade, o reencontro me transportou de volta ao meu segundo ano primário, nos meus oito anos de idade. Lá, aconteceu o meu primeiro encontro com o poema. É o que passo a transcrever para o leitor ávido de poesia em um mundo cada vez mais cético, senão ingrato. Vai como está registrado na minha cabeça de menino aplicado de segundo ano primário: 


“ - Octávio”, diz o mestre, “já que tudo sabe, venha cá.

Em que ponto da extensão terrestre,

ou da extensão celeste, Deus está?”

Por um momento apenas fica mudo Otávio

e logo esta resposta dá:

“ - Eu, senhor mestre, lhe daria tudo se

me dissesse onde é que Ele não está!”  


Francisco Nery da Silva Júnior 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

2 comentários


Marcos Antônio Lima

11/10/2021 - 15:48:26

Simplesmente excepcional. O nosso confrade Roberto Ricardo, é merecedor. Pois, além de ser um ícone da educação pauloafonsina, é um escritor fantástico, e um ser humano MARAVILHOSO.


Edson Barreto

11/10/2021 - 12:13:57

Perfeito, professor Nery. Bela homenagem a um dos grandes ícones da educação pauloafonsina, um mestre eterno e inesquecível chamado Roberto Ricardo do Amaral Reis, o Prozinho, Robrick... Melhor ainda por estarmos próximos do Dia do Professor. Quando você, Nery, o reencontrou no poema Deus, de Olavo Bilac, a sabedoria suprema de Prozinho se transporta para o aluno Octávio e se incorpora na interpretação desse magnânimo ser: meu amigo Roberto Ricardo.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12