Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Jornal Folha Sertaneja Online
Professor Nery

Como otimizar os impostos de uma população escorchada

Publicada em 18/09/21 às 22:26h - 341 visualizações

por Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a notícia Como otimizar os impostos de uma população escorchada   Compartilhar a notícia Como otimizar os impostos de uma população escorchada   Compartilhar a notícia Como otimizar os impostos de uma população escorchada

Link da Notícia:

Como otimizar os impostos de uma população escorchada
 (Foto: Divulgação Francisco Nery)

A possível resistência ao termo que aparece no título provavelmente cairá se considerarmos dois exemplos básicos: quarenta por cento do valor pago por um carro zero quilômetro se referem a impostos; cinquenta por cento do montante deixado na bomba de combustível, idem. Ponto pacífico que o governo precisa arrecadar para pagar um bilhão de reais por dia de juros da dívida interna, hoje na casa dos trilhões de reais. Mas os impostos escorcham os brasileiros. Em passando, o total da dívida não excedia a casa de alguns poucos bilhões no início deste século, ou seja, há cerca de vinte anos. 


Não se trata de ensinarmos padre-nosso a vigário. Muito menos de reprisar que temos estado bradando neste site, desde então, que estamos em uma trajetória suicida que denominamos um Titanic que afunda. Continuamos perigosamente a afundar. 


Noé foi devidamente informado e bradou. Anunciou o dilúvio. Assim, nós outros procuramos nos informar. 


No ano de 2001, na cidade de Worcester, Massachusetts, a estudar e praticar inglês, encontrei um tempo para tentar entrevistar o prefeito da cidade de quase quinhentos mil habitantes. Com as credenciais deste site, consegui chegar à chefe de gabinete que logo me encaixou na turma de jornalistas que, coincidentemente, logo iniciariam uma entrevista com o senhor prefeito. O fato é de conhecimento de alguns pauloafonsinos. 


O prefeito de Worcester reina, mas não governa a cidade. Quem governa, ou toca a administração no dia a dia, é um gerente nomeado pela câmara de vereadores. O primeiro planeja, compõe, sonda e representa, enquanto o outro, livre das pressões, da burocracia e da representatividade, tem todo o tempo do mundo para pesquisar, ouvir os setores ativos da comunidade, pensar, matutar, parafusar e tentar resolver os problemas da cidade. Em outras palavras, fomentar o desenvolvimento e propiciar bem-estar para os munícipes. 


Aqui no Brasil, as câmaras municipais e órgãos como a Associação Brasileira de Municípios e a Frente Nacional de Prefeitos poderiam coordenar pesquisas nas 5.570 prefeituras em busca de iniciativas e soluções encontradas que comprovadamente otimizam a aplicação dos recursos municipais e melhoram a vida dos munícipes. 


Dessa forma, um prefeito de Minas Gerais, jovem de 29 anos, reuniu toda a frota de veículos da prefeitura em um só setor. Secretarias e repartições deixaram de ter veículos específicos e passaram a requisitá-los cada vez que a necessidade se apresenta. A economia na frota, já bem gerida e racionalizada, foi de vinte por cento segundo o prefeito. 


O que lamentamos, embora entendamos as limitações, é que o gestor municipal fique amarrado aos deveres de compor e amealhar bases de sustentação política, ou mesmo a conluios que não vêm ao caso aqui analisar, que lhe roubam quase todo o tempo impedindo-o de se concentrar na administração da cidade. 


A cidade de Worcester encontrou o caminho. O prefeito mineiro nos cede um belo exemplo de comprometimento e gestão. Nós só podemos lamentar a falta de uma reforma política que certamente viabilizaria soluções e otimizaria a aplicação dos impostos pagos com o suor de todos os brasileiros. 


Francisco Nery Júnior. 



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Denis Reis

18/09/2021 - 23:18:34

Meu caro Nery,se assim me permite chamá-lo. Quero parabenizá-lo pela sucinta expressão de revolta, com as ainda práticas já a muito evenlhecidas no gerenciamento dos recursos ora arrecadados...Meus parabéns!


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12