Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Jornal Folha Sertaneja Online
Professor Nery

As varredeiras do amanhecer de Paulo Afonso

Publicada em 21/08/20 às 20:10h - 766 visualizações

por Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a notícia As varredeiras do amanhecer de Paulo Afonso    Compartilhar a notícia As varredeiras do amanhecer de Paulo Afonso    Compartilhar a notícia As varredeiras do amanhecer de Paulo Afonso

Link da Notícia:

As varredeiras do amanhecer de Paulo Afonso
 (Foto: Francisco Nery e da Net)


O sol mal se levanta e lá estão elas a varrer as nossas – suas – calçadas. Não importa que quem se levanta é a terra. Elas varrem. E mais varrem. Varrem até cansar, embora os seus braços não se cansem. Não há cansaço no afã de limpar. Fomos feitos limpos e a marca da sujeira nos rejeita. E rejeitamos a sujeira como as nossas bravas e intrépidas varredeiras rejeitam as folhas secas decadentes nas suas calçadas paparicadas.  


Pecados elas têm. Não os têm pecados da sujeira das suas calçadas. Primeiras impressões de Paulo Afonso a ausência de bocas-de-lobo nas vias públicas, a imagem do Padre Cícero em cada casa, uma fogueira incondicional no dia de São João e ... as varredeiras do amanhecer.  


Elas adoram varrer! Só pensam em varrer. Sonham varrer. Melhor varrer que adoecer. E a cidade brilha – e agradece. As nossas heroínas fazem a cidade brilhar. Não ganham para isso. Mas trabalham. Não importa que volte a sujeira, contanto que a varredura do próximo amanhecer venha a acontecer. Algumas até cantam ao varrer. Elevam aos céus o canto da limpeza prometida após o final dos tempos. Cantam! E devemos também cantar, nós outros. Os males assim se espantam.  


Que as heroicas atalaias da limpeza da cidade sejam abençoadas por Deus. Nós as louvamos e nos comprometemos a cada vez mais não estragar o seu esforço de limpeza de dar gosto. Prometemos que cada vez mais menos sujaremos a nossa cidade.  

Francisco Nery Júnior  




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentário


Socorro Araújo

21/08/2020 - 20:18:42

Excelente texto, Professor Nery, poeticamente retratou uma realidade local. Kkkk. Parabéns!


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12