Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Jornal Folha Sertaneja Online
Professor Nery

Manutenção da ordem constitucional

Publicada em 11/04/20 às 17:28h - 1322 visualizações

por Francisco Nery Júnior


Compartilhe
Compartilhar a notícia Manutenção da ordem constitucional  Compartilhar a notícia Manutenção da ordem constitucional  Compartilhar a notícia Manutenção da ordem constitucional

Link da Notícia:

Manutenção da ordem constitucional
 (Foto: Imagem ilustrativa)


O título pode parecer inoportuno. Deixa, porém, de sê-lo se considerarmos que as duas maiores transformações político-sociais por que já passou a humanidade foram resultado de tragédias significativas. Não estamos levando em consideração o Renascimento, com o IIuminismo, nem a Revolução Industrial. Nós nos referimos à Revolução Francesa e à Segunda Guerra Mundial. O caos, a fome e a miséria do povo francês, descuidado pela aristocracia, levaram à primeira, e a insensatez do Nazismo, senão loucura, à segunda.


Estamos vivendo, segundo os melhores analistas, ainda em fase embrionária, a maior recessão da História Moderna que caminha para a pior depressão – por força da tragédia da Covid-19. Como nos dois exemplos do primeiro parágrafo, alguma transformação importante certamente virá.


A fome germinou a revolta dos franceses no século XVIII e a miséria do povo alemão, consequência das pesadas compensações de guerra impostas pelos vencedores da guerra de 1914 a 1919, a ascensão do nazismo, causa número um da Segunda Grande Guerra.


Podemos, neste interregno, considerar que a atual ordem mundial não estimula nem recomenda golpes de estado nem regimes fortes, com exceção, evidentemente, daqueles que as potências mundiais manipulam para garantir a sua hegemonia e a sua sobrevivência. Até que a tragédia da atual pandemia se estabeleceu. Para os maiores analistas, carece insistir, é uma tragédia cujas consequências eles ainda não se consideram capazes de mensurar.


O fato é que consequências importantes certamente virão. A cabeça das pessoas passará a funcionar obedecendo a uma nova lógica. Os neurônios obedecerão a novos impulsos. E como já somos mais de sete bilhões de cabeças cheias de neurônios, a acomodação aos novos tempos não será fácil. Consideremos aqui a difícil transição plena de privações para a maioria das pessoas. O controle das massas terá que ser exercido com muito cuidado, se não tiver que ser totalmente reinventado.


Havendo quebra da ordem pública ou do convívio social negociado, com uma consequente perda de controle das massas, os recursos previstos nas constituições dos países terão que ser aplicados. E então à História do Brasil, páginas escritas poderão ser reeditadas.


Pelo exposto, importa aos poderes constituídos serem previdentes e proativos – e prudentes – dentro das prerrogativas que lhes foram delegadas. E às forças de segurança, constituídas segundo os parâmetros da Constituição, importa preparo, vigilância e coragem para a tomada de posição visando à manutenção da ordem e da paz social, caso isto se torne necessário.

Francisco Nery Júnior




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12