Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Professor Galdino

Flávio Pezão, de POP na Transamazônica: a aventura agora é na chuva e na lama, com custos altos

Publicada em 10/04/22 às 13:45h - 340 visualizações

por Antonio Galdino, com informações de Flávio Mendonça - Pezão


Compartilhe
Compartilhar a notícia Flávio Pezão, de POP na Transamazônica: a aventura agora é na chuva e na lama, com custos altos  Compartilhar a notícia Flávio Pezão, de POP na Transamazônica: a aventura agora é na chuva e na lama, com custos altos  Compartilhar a notícia Flávio Pezão, de POP na Transamazônica: a aventura agora é na chuva e na lama, com custos altos

Link da Notícia:

Flávio Pezão, de POP na Transamazônica: a aventura agora é na chuva e na lama, com custos altos
 (Foto: Divulgação Flávio Mendonça - Pezão)

Flávio Pezão continua firme no seu projeto de vencer toda a Transamazônica numa Moto Honda POP 110. E agora chega a parte mais complicada da expedição que é também, de certa forma, o sonho de todo motociclista que se dispõe a enfrentar desafios conhecendo a imensidão do Brasil.

Neste sábado, 9 de abril, Flávio Pezão saiu de Altamira, no Pará às 9 horas da manhã porque nas primeiras horas do dia precisou trocar a relação da moto pinhão, corrente e coroa, por outras peças mais fortes com retentor porque agora é a hora de enfrentar o lamaçal.

Há nessa estrada BR-230, a famosa Rodovia Transamazônica, de mais de 4 mil e 200 quilômetros, cerca de 1.700 quilômetros ainda de estrada sem pavimentação.

Flávio Pezão rodou 256 quilômetros de Altamira, no Pará a Placas, também no Pará, tudo dentro da floresta amazônica. 

No caminho, uma paradinha para provar um sorvete em Medicilândia, considerada a capital do cacau. Ali foram substituídos os pneus da moto por pneus de cravo, para ajudar a andar na lama.

Na viagem, ainda deu uma força a uma outra pessoa que estava quebrado no meio da floresta.

De cabedelo. na Paraíba a Placas, no Pará, pela BR-230, a Transamazônica, são 2.746 km.

Flávio começa a demonstrar alguma preocupação com os custos da viagem que diz “está saindo do orçamento”.

“Tudo aqui é muito caro. Gasolina está entre R$8,50 e R$9,00 reais. As pousadas estão cobrando R$100 reais por um pernoite para solteiro. Um prato feito custa em média R$20,00 reais. E há ainda o custo com as peças de reposição da moto.”

Uma viagem dessa dimensão, quando o motociclista pauloafonsino tem em seu projeto percorrer territórios de 13 estados brasileiros não encontrou nenhum apoio do poder público municipal mesmo sendo um evento de motociclismo em Paulo Afonso, desde os tempos do Moto Energia, um dos maiores do Nordeste, período em que a economia do município, os hotéis, restaurantes, o comércio local recebem centenas de moto-clubes numa grande encontro que dura em média três dias.

Ainda assim, Flávio Pezão, muito experiente em viagens longas em motos de alta cilindrada, decidiu ser o garoto-propaganda da Moto POP 100 e, nesse caso embora tenha o apoio local da Honda de Paulo Afonso, esse projeto deveria ter sido totalmente bancado pela Honda no Brasil, mas parece que isso não aconteceu. Mas ainda há tempo....

Por outro lado, Flávio Pezão se ressentiu da falta de apoio oficial e valioso da Prefeitura de Paulo Afonso, através da Secretaria Municipal de Turismo que foi procurada pelo motociclista e tomou conhecimento desse seu projeto mas não deu nenhum apoio a ele.

“Apresentei o projeto ao Secretário de Turismo, que ficou de buscar algum recurso  e não deu certo”.

Mas ainda tá em tempo...

Flávio Pezão está aproveitando o seu período de férias, neste mês de abril de 2022 para realizar esse projeto que é excelente para a Honda pois divulga a capacidade de sua moto POP 110 numa grande aventura que soma mais de 10 mil quilômetros de estrada...

Para conseguir realizar esse seu sonho ele teve o apoio total, naturalmente, da família, de alguns amigos motociclistas, de alguns poucos empresários mas todo o valor arrecadado com esses apoios é muito pouco e merecia (merece ainda...) ter mais apoios, principalmente como divulgador do potencial turístico de Paulo Afonso por onde ele está passando e repito: são 13 estados, a metade dos estados brasileiros, centenas de cidades.

Diz Flávio Pezão: “Choveu a madrugada todo então hoje devo enfrentar muita lama aumentando a dificuldade em rodar no lamaçal. Mas o projeto De POP na Transamazônica continua firme”.

Tendo em vista que os custos para a manutenção desse projeto se tornam grandes e os apoios financeiros, poucos para tamanha ousadia Flávio Pezão, desejoso de manter firme esse projeto optou em disponibilizar o seu PIX, que é o número do seu telefone para todos os que desejarem contribuir com ele para se manter firme nessa expedição.

Vejam no mapa quanto ainda há a percorrer para estar de novo no aconchego de sua casa em Paulo Afonso.

Já foram percorridas terras dos estados da Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins e Pará...E há ainda mais de sete mil quilômetros de estradas.

Os que quiserem contribuir com essa expedição, aventura e sonho do motociclista Flávio Mendonça, o Pezão, podem depositar sua contribuição no PIX - 75 988552296. É o número do celular.

E acompanhem também a sua expedição em Carcará Aventuras no YouTube. Esse, abaixo é o link de um dos vídeos que já estão lá.

https://youtube.com/user/fmixpa





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

5 comentários


Flávio Pezão

10/04/2022 - 20:16:35

Estou determinado a realizar esse Projeto,nada vai tirar o brilho ou a dimensão que se tomou.Não existe a palavra desistir,Sigo focado.


Erica Kariny

10/04/2022 - 19:57:37

Chegou a parte que ele tanto queria enfrentar, estamos todos torcendo e felizes por ele.


Leitor

10/04/2022 - 18:14:09

Oportunidade perdida de levar o nome de Paulo Afonso Brasil afora. A prefeitura poderia colaborar. E a H O N D A??????????


Socorro Mendonça

10/04/2022 - 15:56:39

Serei eternamente grata ao JORNAL FOLHA SERTANEJA e a você Antônio Galdino, pela divulgação diária deste projeto lindo, desafiador elaborado com um cunho social.Deveras lamento a falta de apóio da SECRETARIA DE TURISMO ! NÓS FAZEMOS PARTE DA HISTÓRIA DE PAULO AFONSO E SOMOS DA FAMÍLIA MUNICIPAL.VALE A PENA ESPERAR POR ESTE RECONHECIMENTO.


Edna Mendonça

10/04/2022 - 15:29:26

Vá em frente meu sobrinho, Deus te abençoa e abrirá seus caminhos, de todas as formas.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!