Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Professor Galdino

Motociclista pauloafonsino Flávio Pezão, do Moto Clube Carcarás do Sertão, vai percorrer a Transamazônica, rodando mais de 10 mil quilômetros numa Moto Honda POP

Na viagem de 10.600 quilômetros Flávio Pezão percorrerá territórios de 13 Estados brasileiros

Publicada em 01/04/22 às 01:12h - 951 visualizações

por Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a notícia Motociclista pauloafonsino Flávio Pezão, do Moto Clube Carcarás do Sertão, vai percorrer a Transamazônica, rodando mais de 10 mil quilômetros numa Moto Honda POP  Compartilhar a notícia Motociclista pauloafonsino Flávio Pezão, do Moto Clube Carcarás do Sertão, vai percorrer a Transamazônica, rodando mais de 10 mil quilômetros numa Moto Honda POP  Compartilhar a notícia Motociclista pauloafonsino Flávio Pezão, do Moto Clube Carcarás do Sertão, vai percorrer a Transamazônica, rodando mais de 10 mil quilômetros numa Moto Honda POP

Link da Notícia:

Motociclista pauloafonsino Flávio Pezão, do Moto Clube Carcarás do Sertão, vai percorrer a Transamazônica, rodando mais de 10 mil quilômetros numa Moto Honda POP
 (Foto: Divulgação Flávio Pezão e da Net.)

O motociclista pauloafonsino Flávio Mendonça, conhecido entre os motociclistas como Flávio Pezão é o atual presidente do Moto Clube Carcarás do Sertão, de Paulo Afonso, e tem grande experiência em viagens de longas distâncias que sempre fez em motos grandes, de 800, 1000 cilindradas.

Ele diz que guarda boas lembranças dessas viagens porque os motociclistas sempre são bem recebidos em todos os lugares, onde as pessoas ficam curiosas querendo saber o preço daquelas motos, de onde se está vindo, quantos quilômetros essas motos fazem com um litro de combustível, qual a potência e ficam maravilhados e encantados.

Mesmo nas estradas, diz Flávio, as pessoas nos carros acenam, buzinam, cortam a luz numa saudação muito agradável.

Agora, Flávio decidiu aproveitar um mês inteiro de férias, a partir do dia 1º de abril de 2022, e realizar um projeto com o qual tem sonhado já há algum tempo: fazer uma longa viagem e utilizando uma moto popular, de baixa cilindrada.

Para isso criou o Projeto “De POP na Transamazônica” e se programou para rodar mais de 10 mil quilômetros numa Moto Honda POP de 110 cilindradas, em toda a BR-230, conhecida como estrada Transamazônica e retornar a Paulo Afonso por outra rota, rodando 10.600 quilômetros. (Veja o mapa abaixo)

Além de procurar divulgar o município de Paulo Afonso por onde passar, o motociclista tem por objetivo fazer uma pesquisa de campo para conhecer qual é o comportamento das pessoas, ao ver alguém fazendo esse tipo de viagem em uma moto de baixa cilindrada.

“A Honda POP é a moto mais popular que tem no mercado, a mais barata. Não tem tecnologia nenhuma embarcada. E para mim, Flávio, o motociclismo é o espírito de aventura da pessoa. Não é a moto. Então eu resolvi fazer uma grande viagem, uma grande expedição com uma Honda POP de 110 cilindradas”.

Diz ainda Flávio que, “com esse projeto eu quero incentivar a motociclistas de motos de baixa cilindrada. Às vezes as pessoas têm a vontade mas acham que ser motociclista é caro, que o sonho tá distante, que tem que ter equipamento de ponta, uma moto de 70, 80, 100 mil reais e não é. O motociclismo tá no espírito da pessoa. Então, ela vendo isso, que vou fazer uma viagem grande numa moto barata, popular, que ela se inspire e se incentive a se aventurar, a sair, a conhecer pessoas, a conhecer lugares, a conhecer a vida do motociclista, o asfalto, o calor, o cheiro do couro, o sol, a poeira, a adrenalina, a liberdade que nós, motociclistas, tanto falamos”.

“Por outro lado, eu quero ver como vai ser o respeito dos outros motociclistas ao me ver com uma moto de baixa cilindrada, se vão cumprimentar, se vão buzinar, se vão cortar luz, se vão convidar para uma refeição, ou um pouso na casa, um apoio. Então, é uma experiência de campo. E quem sabe, não sai um livro no final disso, com esses registros?”

Eu vou sair de Paulo Afonso para Cabedelo, na Paraíba, que é o quilômetro zero da Transamazônica.

É uma viagem solo. Mas, de Paulo Afonso até Cabedelo, irão comigo meu irmão Kleber e um irmão do Moto Clube, Jean Franco.

Em Gravatá vou encontrar com outros irmãos motociclistas que também desejaram me acompanhar nesse primeiro trajeto da viagem. Dormimos em Cabedelo e no dia seguinte seguimos destino Campina Grande/PB e lá nos separamos. Eles descem por Toritama para Caruaru e Paulo Afonso.

Eu sigo com destino a Patos/PB e vou dormir em Cajazeiras, também na Paraíba, rodando mais 500 quilômetros no período do sábado. 

Nessa viagem vou até Lábrea, no interior da Amazônia, que é o final da Transamazônica. Dá 4.286 quilômetros até lá. Só que eu retorno de Lábrea para Humaitá desço para Porto Velho, Vilhena, Cuiabá, entro na Chapada dos Guimarães, Goiás, Brasília, Luiz Eduardo, Irecê e Paulo Afonso, fechando aí, nesse percurso, perto de 10.600 quilômetros.

Eu tenho 30 dias para cumprir esse percurso, que é o período das minhas férias e vou passar por 13 Estados.

É isso. Tenho minha rede social que no YouTube é Carcará Aventura, no Instagram é Flávio Pezão e no nosso Moto Clube é Carcará_doSertão.

Hoje, os moto clubes de Paulo Afonso fizeram uma despedida, e também esse projeto está sendo possível pelo apoio que recebi. De empresários de Paulo Afonso, pessoas amigas, os motociclistas, a AmoBahia, regional de Paulo Afonso, Aliança Motos, Jeremias Veículos, Suprave, Ryan, Mercado Moraes, Star Consult, então, envolveu muita gente, até pessoas desconhecidas que souberam do projeto, ligaram pra mim e quiseram apoiar.

O site www.folhasertaneja.com.br estará acompanhando toda essa viagem com matérias, fotos e vídeos que Flávio Pezão nos mandará de todo o trajeto.

Acompanhe essa aventura de Flávio Mendonça diariamente nesse site e na edição do jornal Folha Sertaneja online de Abril e de Maio de 2022, mais detalhes dessa viagem de cerca de 10.600 quilômetros por territórios de 13 estados brasileiros.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

7 comentários


Bonfim

03/04/2022 - 15:25:48

Voce e muito valente primo no sentido bom


José Resende (Zé Abilio)

01/04/2022 - 20:10:31

Oi Pesao, boa noite!Sou Zé Abílio de Itabi/SE estive em sua casa com Edson Canadá de próprio e estivemos em Serra talhada! Passando pra te desejar uma excelente expedição q tudo ocorra bem. Estaremos acompanhando o seu dia a dia na agrupa de sua pop 100. Um.grande abraço!!!


ISAC DE OLIVEIRA

01/04/2022 - 15:52:04

Não sou amante das motos, mas, sou do espírito aventureiro, admiro quem mantém consigo a alma do viajante. Abraços aos corajosos sobre duas rodas.


Smendonça

01/04/2022 - 13:44:13

Obrigada Antônio Galdino, por divulgar no JORNAL FOLHA SERTANEJA, esta aventura linda do meu filhoFLÁVIO MENDONÇA.Era um sonho dele e hoje a caminho de torna_se real. Preparei meus filhos para assumirem com responsabilidade os seus atos, firmei à base de cada um no tronco familiar e ao criarem asas.... soltei para voar. Até por acreditar que estamos no comando Divino. Abracei e disse: DEUS ESTÁ NO COMANDO...VAI! Espero que este desejo que ele tem em estimular os motociclistas que sonham correr estradas nas asas do vento, ACONTEÇA.


Glaucia Maria Alves de Mendonca

01/04/2022 - 10:52:07

Uuauuuu! Aventure-se Falzinho!! A vida é para ser intensamente vivida. Ficarei pedindo a Jesus que cuide de vc. Arrocha!


ednamendoncca@hotmail.com

01/04/2022 - 10:15:49

Deus te acompanhe, meu sobrinho. Vá e volte em paz.🍀🍀🍀🍀🍀😘


João Bernardo

01/04/2022 - 06:08:00

Desejo boa sorte,no Motoclube *SOLLUS CHRISTUS*,o qual sou o responsável,aqui em Paulo Afonso Bahia,o nosso pastor Rubens do Recife, já fez este percurso com sua Pop 110i.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!