Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
Professor Galdino

6 de agosto – Dia do Profissional da Educação

Já parou para pensar quantas pessoas cuidam do seu filho quando ele está na escola?

Publicada em 06/08/21 às 12:27h - 684 visualizações

por Antônio Galdino


Compartilhe
Compartilhar a notícia 6 de agosto – Dia do Profissional da Educação  Compartilhar a notícia 6 de agosto – Dia do Profissional da Educação  Compartilhar a notícia 6 de agosto – Dia do Profissional da Educação

Link da Notícia:

6 de agosto – Dia do Profissional da Educação
 (Foto: imagem ilustrativa - da net)

O calendário anuncia, como um grito de alerta, uma chamada de atenção para os desligados, os desatentos, os desrespeitosos, que hoje é o Dia do Profissional da Educação.

E você, já parou para pensar na importância desse profissional na vida do teu filho, tua filhinha amada, que você deixa na escola todos os dias sabendo que eles estarão ali, bem guardados, bem cuidados, todo o tempo?

Já imaginou que cada um desses profissionais que estarão cuidando com todo o zelo deste teu tesouro tem dado o melhor de si, feito, muitas vezes, um esforço enorme, deixando em casa os seus pequenos para cuidar dos teus, todos os dias?

Já parou para pensar que os vários profissionais que atuam na escola onde estuda teu filho amado, também passam por problemas delicados? Todos eles, professores, diretores, coordenadores, a moça da biblioteca que escolhe bem o livro para que teu filho comece a ter gosto pela leitura, o servente que chega ainda mais cedo para que quando teu filho chegar na escola tudo esteja limpo, brilhando, asseado nas salas de aula, nos corredores, nos banheiros, a merendeira que cuida de preparar o alimento dele, na escola?

E você sabia que esses dedicados profissionais, muitas vezes parecem invisíveis pelo nariz empinado de alguns e quase nunca são valorizados pelo seu trabalho que é tão importante e muita gente não vê?

Vejam o exemplo da pandemia. Muito importante que os gestores decidiram que os profissionais da saúde tenham prioridade na vacinação mas, porque essa prioridade não foi estendida, desde o primeiro momento para esses, também muito importantes, profissionais da educação?

Afinal, os filhos amados dos médicos, dos enfermeiros, dos auxiliares de enfermagem, dos maqueiros, do motorista da ambulância precisam ir à escola todos os dias e ali vão conviver, crianças, adolescentes, jovens adultos, com os profissionais da educação que ali estão e que não foram vacinados ainda porque são, na sua maioria, quase invisíveis, quanto mais humilde seja a sua função...

E não é só no que se refere à vacina que isso se revela...

Já parou para pensar que nesses tempos de aulas remotas, os profissionais da educação, que têm um salário tão pequeno, são obrigados a transformarem o seu telefone pessoal, bem simples, em ferramenta de estudo para os seus filhos? E que muitos professores não têm condições de ter um notebook ou computador mais moderno para preparar aulas e acompanhar a educação dos seus alunos e dos seus próprios filhos?

Alguém, que agora vive o sufoco de ter as crianças em casa todo o tempo, já parou para imaginar o quanto se desdobram os profissionais de educação, os professores, a bibliotecária, os auxiliares de disciplinas, as merendeiras, o pessoal da limpeza, o porteiro, o zelador e todos os outros para conviver, todos os dias com essa energia saudável de centenas de crianças, de pré-adolescentes, de jovens convivendo com descobertas fantásticas da vida, a todo momento?

Senhores pais, os educadores principais dos seus filhos são vocês. E esse dever de ensinar a ordem, o respeito, o valor do outro, para os cristãos, vem de milênios atrás. “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” (Prov. 22:6)

No entanto, o que se tem visto nos últimos tempos, são jovens desde ainda pequenos, agredindo aqueles que estão na escola apenas para servir a cada um, para que se sintam bem e acolhidos nesse ambiente de ensino e de aprendizagem.

Pais, sabemos que muitos de vocês têm uma vida difícil, de falta de trabalho, falta de amor, falta de Deus nos corações e isso pode torna-los um tanto insensíveis ao que se passa longe dos teus olhos. Mas, para um pouco e reflete aí...

Enquanto você pai, você mãe, se dedicam às tarefas de cada dia, em casa ou na labuta diária, outras pessoas estão se doando, embora quase invisíveis, para que nada falta ao teu filho no ambiente escolar, para que ele reforce, na convivência com o outro, seja o coleguinha da turma ou da escola, ou qualquer dos profissionais que estão ali para cuidar dele, os bons ensinamentos que você deu a ele, em casa, na família...

E faça um exercício mental, com você mesmo, no silêncio da tua reflexão...

Quantas vezes você já pensou nisso, na importância desses profissionais, até anônimos, que você nunca procurou conhecer?

Quantas vezes esteve ali agradecendo por esse carinho de todos os dias, destes profissionais para com o teu tesouro?

Já procurou saber onde moram, como estão de saúde, se têm comida para os seus amados que ficaram em casa enquanto esse profissional cuida do teu filho?

Será que você já se interessou em saber os seus nomes, pelo menos. Pois é, eles têm nomes e também têm problemas, talvez maiores que os teus... E quase sempre são invisíveis, para os pais, para os gestores...

Nesse Dia do Profissional da Educação pense um pouco nestes que ajudam o teu filho a ir descobrindo a vida...

Tenha certeza que, não fosse o isolamento imposto pela pandemia, com toda certeza, no momento em que você está lendo esse texto, o teu filho, tua filhinha amada estaria, no ambiente, escolar, sendo cuidado por pessoas que você talvez nunca tenha se interessado em conhecer.

Pense nisso, eduque o seu filho para amar essas pessoas e quando puder, procure conhecer melhor cada um deles, se aproxime mais deles, valorize o seu trabalho, dê um abraço, um telefonema de vez em quando.

Eles são os que cuidam, anonimamente, dos teus filhos, em muitas horas de todos os dias...

O Dia Nacional do Profissional da Educação talvez tenha sido criado para que cada um de nós possa refletir sobre a importância desses profissionais para a vida de crianças, jovens, adolescentes...

Pense nisso!


ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

2 comentários


Eliseu Nicácio

07/08/2021 - 14:56:05

Olá meu mano Galdino. Meu mestre.Senhores pais, os educadores principais dos seus filhos são vocês. E esse dever de ensinar a ordem, o respeito, o valor do outro, para os cristãos, vem de milênios atrás. ““Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” (Prov. 22:6)... Meu Deus o que estamos ensinando as nossas crianças. O que vamos colher. Já estamos colhendo frutos diferentes dos filhos de nossa geração. Que Deus proteja os Educadores deste Brasil.


Rozeane

06/08/2021 - 20:11:35

Texto maravilhoso, a mais pura verdade, meus mais sinceros parabéns, para o Sr. Antônio Galdino, 👏👏👏


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2022 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12
Converse conosco pelo Whatsapp!