Sexta-feira, 05 de Junho de 2020
Regional

Chesf aumenta vazão do rio São Francisco em Xingó, no Baixo São Francisco, a partir deste domingo 5 de abril

Usina Hidrelétrica de Xingó estará liberando 1.300 metros cúbicos por segundo

Publicada em 05/04/20 às 12:59h - 420 visualizações

por Antônio Galdino - com informações da SOO/Chesf


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: João Tavares - Arq. jornal Folha Sertaneja)

Em nota datada de 5 de abril de 2020, a Chesf comunica, através de Tony Ulysses Rodrigues de Matos Firmino - Superintendente de Operação da Hidrelétrica do São Francisco que, em atenção ao pedido formalizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Sergipe, através do Ofício SEDURBS 269/2020 que justificou a necessidade de aumento da vazão do rio São Francisco para a região do Baixo São Francisco.

A justificativa da SEDURBS é o fato das fortes chuvas ocorridas nos estados de Alagoas e Sergipe terem provocado “elevado teor de turbidez nas águas do Baixo São Francisco, ocasionando o desabastecimento de água para consumo humano em várias cidades, inclusive parte de Aracaju”.

Por essa razão, o Superintendente de Operação da Chesf informa que “a partir de hoje, 05/04/2020, a defluência média diárias da Usina Hidrelétrica de Xingó evoluirá para o patamar de uma vazão médica de 1.300 metros cúbicos por segundo”.

O Superintendente da Chesf que também “será praticada a defluência média diária em Sobradinho a fim de manter o Reservatório de Itaparica em, no mínimo, 30 por cento do seu volume útil.”

Segundo o representante da Chesf, “esta operação deverá perdurar até que a qualidade da água volte aos padrões normais de consumo para o abastecimento público, momento em que deverá retornar à prática operacional informada na Carta – Circular 009/2020, de 30/03/2020.”

O Superintendente de Operação da Chesf alerta ainda que “é fundamental chamar a atenção para o fato de que, a depender das condições de atendimento ao SIN, poderá ocorrer a necessidade de aumento de geração da UHE Xingó acima dos valores supracitados. Nesse sentido, evidencia-se fortemente a importância da não ocupação de áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio”

Confira os Documentos:

CARTA CIRCULANDO

Ofício - SEDURBS




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2020 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12