Terça-feira, 13 de Novembro de 2019
Regional

Livro Revisão Criminal do Processo Delmiro Gouveia será lançado em Delmiro Gouveia na sexta-feira, dia 18 de outubro

Livro acompanha a revisão da condenação dos principais acusados do assassinato de Delmiro Gouveia, em 1917; na ocasião, ocorrerá evento Chá de Memória. O professor e historiador Edvaldo Nascimento fará palestra sobre Delmiro Gouveia

Publicada em 16/10/19 às 22:39h - 268 visualizações

por Dayris Carvalho


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: divulgação)

A cidade de Delmiro Gouveia recebe, na sexta-feira (18), às 18h, no Colégio Delmiro Gouveia, o lançamento do livro Revisão Criminal do Processo Delmiro Gouveia. O evento é uma ação conjunta entre o Governo de Alagoas, através da Secretaria de Comunicação, do Gabinete Civil, do Arquivo Público de Alagoas, da Imprensa Oficial Graciliano Ramos e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL).

O livro acompanha a revisão da condenação de Róseo Moraes do Nascimento, José Ignacio Pia, conhecido como Jacaré, e Antônio Félix do Nascimento, os principais acusados do assassinato de Delmiro Augusto da Cruz Gouveia, em 1917, e faz parte de uma linha editorial desenvolvida pela Secretaria de Comunicação de Alagoas em conjunto com a Imprensa Oficial Graciliano Ramos.

“A Secom acredita que além das mídias jornalísticas, como jornais impressos, as redes sociais e a web, os livros são parte integrante da comunicação e são fundamentais para o processo da cidadania. Esta obra, é sem dúvida, um documento de grande importância histórica”, afirmou o secretário de comunicação, Ênio Lins.

O livro é um projeto sonhado por décadas pelo desembargador aposentado, Antônio Sapucaia, que faleceu no dia 3 de Outubro deste ano, devido a um infarto fulminante. Enquanto jornalista, Sapucaia foi responsável pela primeira entrevista com Róseo Moraes, em 1968, que revelou as inúmeras torturas realizadas para confessar um crime que não cometeu.

A matéria foi publicada na Gazeta de Alagoas, no Jornal do Comércio, em Recife, e pela revista Cruzeiro. Após a publicação, Sapucaia foi constituído advogado de defesa, junto com Antônio Aleixo Paz de Albuquerque, mas precisou deixar o caso em 1971, quando se tornou juiz. O processo foi transferido para Moacir Medeiros de Sant’Ana que, juntamente com Albuquerque, realizaram a revisão criminal. “Trata-se, sobretudo, de uma retratação do Poder Público à sociedade alagoana e, principalmente, aqueles que foram condenados injustamente. É uma honra imprimir o selo da Imprensa Oficial nesta obra”, declarou o diretor-presidente da Imprensa Oficial Graciliano Ramos.

O historiador e professor Edvaldo Nascimento esteve junto de Antônio Sapucaia durante o processo de divulgação do livro e contou que era um intenso desejo de Sapucaia realizar o lançamento na terra do industrial Delmiro Gouveia. “Realizar o desejo dele é uma forma de homenageá-lo e também de valorizar todo o trajeto desta obra. Este é um tema extremamente caro para o povo de Delmiro Gouveia, tanto pela representatividade do industrial quanto pela circunstância do assassinato ainda não esclarecido”, afirmou o historiador.

Chá de Memória

Na ocasião, também ocorrerá uma edição do Chá de Memória, um projeto do Arquivo Público de Alagoas que se expandiu para alguns municípios alagoanos e promove debates sobre temas relevantes para a sociedade.

“Essa edição vai contar com a palestra do professor Edvaldo Nascimento, sobre o industrial Delmiro Gouveia”, explicou Wilma Nóbrega, superintendente do APA. “Acredito que o evento irá agregar valor importante à publicação e ao estímulo do resgate de fatos históricos e personalidades que marcam nossa história, cultura e sociedade”.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2019 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12