Sexta-feira, 05 de Junho de 2020
Regional

Poderes Executivo e Legislativo de Santa Brígida e a ALPA prestigiam, na Colônia, lançamento do livro com a história do pioneiro Apolinário

Prefeito Gordo de Raimundo, Secretária de Cultura e Turismo, Marivônia Marques, Presidente da Câmara Clécio Santana, entre os presentes. Atualizada em 20/5/2019 às 10:00h.

Publicada em 20/05/19 às 00:05h - 588 visualizações

por Antônio Galdino. Fotos Lúcia Nascimento e Antônio Galdino


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Lúcia Nascimento e Antônio Galdino)

Na tarde do sábado, 18 de Maio de 2019, o lançamento do livro De Gameleira à Colônia, uma saga nordestina, de Marcos Antônio Lima, poeta e escritor imortal da ALPA, foi um marco na história do povoado Colônia que deu origem ao município de Santa Brígida, na Bahia.

O livro conta a história do Sr. Apolinário Domingos Neto que completa 97 anos no dia 16 de Julho e ali chegou há 71 anos, em meados de 1948, depois de muitos quilômetros feitos a pé do Distrito de Mariana em Pernambuco, caminhando lado a lado de sua jovem esposa Idalina.

Magro, ereto, andando com alguma dificuldade apoiado por um cajado e pelo braço da filha, D. Aurora Domingos, elegante em um terno preto, de riscas, seu Apolinário chegou ao Clube do Povoado Colônia, e ao entrar no salão do evento foi muito aplaudido por todos.

Em todo o tempo o fundador do povoado, personagem da biografia romanceada escrita por Marcos Antônio Lima, foi o motivo central desse encontro que reuniu os moradores da Colônia e redondezas e trouxe para o povoado o Prefeito de Santa Brígida, Carlos Clériston, o Gordo de Raimundo, a Secretária de Cultura e Turismo, Marivônia Marques, o presidente da Câmara, Vereador Clécio Santana  o vereador Secretário da Câmara, Cláudio da Colônia e muitos amigos e familiares do homenageado, além de diretores e membros da Academia de Letras de Paulo Afonso.

O cerimonial foi conduzido com muita segurança por Hellen Lima e Claudiene Frambach, a primeira, uma das bisnetas do Sr. Apolinário, que é o patriarca de grande prole: 4 filhos, 10 netos, 24 bisnetos e 13 trinetos, como informa sua filha, D. Aurora.

Na abertura da solenidade foi concedida a palavra ao Sr. Apolinário que, do alto dos seus quase 2 metros de altura e com a sabedoria que Deus concede ao idosos e com a autoridade de experiente presbítero da Igreja Assembleia de Deus de Santa Brígida, exortou a todos sobre o amor de Deus para com a humanidade e concluiu com o versículo bíblico: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua casa” (Atos 16:31)

Todos os oradores falaram da importância do Sr. Apolinário para a história do município de Santa Brígida que teve suas origens neste povoado Colônia e muitos dos seus descendentes, também moradores desse lugar, são estudantes, funcionários, do Centro Educacional Zenor Teixeira, que foi um dos prefeitos de Santa Brígida.

A Secretária de Cultura e Turismo, pedagoga Marivônia Marques, falou da sua emoção, que de fato envolvia a todos, por esta homenagem ao Sr. Apolinário e destacou a grande importância cultural do município de Santa Brígida, reconhecido como um dos três municípios do Estado da Bahia com maior destaque em relação ao grande número de grupos folclóricos de origem religiosa, como as variadas versões do São Gonçalo e o Mineiro Pau, uma dança que é um ritual religioso que envolve pessoas de todas as idades.

A programação organizada por Marcos Antônio e grande equipe foi iniciada justamente com uma apresentação do Mineiro Pau, grupo que existe desde 1963, quando foi criado pelo Sr. José Alberto Pereira, mais conhecido por Tuca, que era cego e morava na Serra da Santa Cruz. Seu Tuca faleceu em 1993, e o grupo passou a ser dirigido pelo Sr. Mané de Dão que faleceu em 08 de novembro de 2018. O Grupo Mineiro Pau hoje é coordenado por Seu Gregório e por Ivanildo, filho de Mané de Dão. Maria Cecília, também filha do saudoso Mané de Dão, dança no grupo.

O prefeito Gordo de Raimundo também destacou a figura do Sr. Apolinário e elogiou o autor do livro, o escritor e poeta Marcos Antônio, “por ter feito esta bela homenagem ao Sr. Apolinário, enquanto ele ainda está vivo, e convive aqui conosco neste povoado que ele criou há mais de 70 anos. É muito importante que esta homenagem, muito merecida e que já devia ter sido feita há muito tempo seja feita enquanto a pessoa está viva para que ele possa sentir a emoção de ser tão querido e aplaudido por todos”.

Cada um tinha uma palavra de gratidão por estar ali nesse encontro tão especial e no qual a Academia de Letras de Paulo Afonso – ALPA - esteve representada por cinco membros, um deles o autor do livro, Marcos Antônio Lima. Além dele ali estavam o presidente, Antônio Galdino da Silva, o vice-presidente, João de Sousa Lima, a secretária geral, Maria do Socorro Araújo Nascimento (Socorro Marajana) e o poeta Fernando Mota.

O professor Antônio Galdino falou da beleza desse emocionante encontro de famílias e ressaltou também as belezas da cultura e das serras de Santa Brígida, “Serra do Galeão, da Canastra, Gruta de Mané Veio, que já visitei e das raízes culturais também destacadas por outro acadêmico da ALPA, o professor Alcilvandes. Aliás, concluiu o presidente da ALPA, dirigindo-se ao Prefeito Gordo de Raimundo: A ALPA tem uma relação muito forte com Santa Brígida. Dois dos seus membros, os acadêmicos Alcilvandes Santana e Gorette Moreira já foram Secretários de Educação e Cultura de Santa Brígida".

João de Sousa Lima autor de 19 livros, 8 deles sobre o cangaço também falou desta aproximação com Santa Brígida: “Nas minhas pesquisas estive várias vezes em Santa Brígida onde entrevistei muitos personagens desta região, dentre eles o Sr. Mané Veio”.

Socorro Araújo se disse encantada com o carisma e a carinhosa acolhida da população da Colônia. Depois, elogiou muito também a organização do coffee break e a construção do bolo especial, feito por Genilza Caetano, com a capa do livro de Marcos Antônio.

Professores que prefaciaram e contribuíram com textos de apresentação do livro disseram que se sentiram também homenageados por esta participação.

O vereador Claudio Lima, irmão do escritor Marcos Antônio e casado com uma neta do Sr. Apolinário também ressaltou a alegria de toda a família por essa homenagem.

O presidente da Câmara de Santa Brígida, Clécio Santana, ressaltou que “deixei a família organizando a festinha de aniversário do meu filhinho, em Santa Brígida, mas não podia faltar nesse momento tão especial da Colônia, nesta homenagem ao seu fundador e trazer o meu abraço ao autor do livro e ao seu Apolinário, personagem desta história. Aproveito para anunciar a todos que estou encaminhando na Câmara Municipal de Santa Brígida o projeto para dar o título de Cidadão de Santa Brígida ao Sr. Apolinário Domingos Neto, que nasceu em terras pernambucanas e há mais de 70 anos se instalou nestas terras do nosso município”.

A linda Mariany Santos, fez a leitura do poema Sertão Colônia, que está no livro De Gameleira à Colônia, uma saga nordestina. Fernando Mota, membro da ALPA, apresentou o poema Retalhos em homenagem a Santa Brígida e entregou cópias ilustradas ao escritor Marcos Antônio e ao Prefeito e Secretária de Cultura de Santa Brígida.

O povoado Colônia viveu um dos seus dias para não esquecer. E a presença do Prefeito Gordo de Raimundo, da Secretária de Cultura e Turismo, Marivônia, do presidente da Câmara Clécio, do vereador Cláudio da Colônia e os compromissos por eles assumidos da preservação da história, da memória, da cultura deste lugar, tudo foi realmente marcante para todos, do povoado e os visitantes que também vieram prestigiar este grande evento literário e histórico.

Para o autor de De Gameleira à Colônia, uma saga nordestina, o escritor Marcos Antônio “o sentimento que ficou desse encontro, é algo tão imensurável que eu não estou sabendo descrever em palavras. Primeiro por ser um lançamento de um livro numa área rural e contar com a ilustre presença da diretoria da Academia de Letras de Paulo Afonso, uma honraria extremamente importante para o incentivo a leitura e a produção literária. Também fiquei muito honrado com as significativas  e ilustres presenças do poder público: prefeito, vereadores e secretariado, além das presenças de professores e coordenador pedagógico do Centro Educacional Zenor Pereira Teixeira. E o mais emocionante e engrandecedor desse momento foi a presença de nosso protagonista, Apolinário Domingos Neto, um nonagenário de 96 anos que não se deixa amofinar. E para coroar o evento, a maciça presença de público da comunidade local e circunvizinhas. Só nos resta agradecer a Deus, e aos preciosos amigos e amigas por esse momento mágico que entrou para os anais da história santabrigidense.

(VEJA MUITAS OUTRAS FOTOS NA GALERIA DE FOTOS: LIVRO DE GAMELEIRA À COLÔNIA - LANÇAMENTO)




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

2 comentários


Professor Galdino

21/05/2019 - 19:52:48

Caro vice-prefeito Cirineu, de Santa Brígida.Todos nós, da diretoria da Academia de Letras de Paulo Afonso - ALPA - ficamos muito felizes pela presença do Poder Executivo e Legislativo deste município em um evento cultural de lançamento de um livro, importante por mostrar a realidade desta região e pelo apoio dado ao nosso confrade, o escritor e poeta Antônio Marcos Lima, membro desta Academia e autor do livro De Gameleira à Colônia, uma saga nordestina, que conta a história do Sr. Apolinário Domingos Neto. Pelo seu caráter regional, esta obra literária precisa estar nas bibliotecas de todas as escolas do município de Santa Brígida. Obrigado pelo seu comentário. Votos de bom trabalho. Antônio Galdino da Silva - Presidente da ALPA - Paulo Afonso/BA.


Cirineu

20/05/2019 - 11:04:31

Muito bom o encontro de várias autoridades presentes, escritores, historiadores, amigos e a população enfim. Não pude está presente, quero parabenizar o escritor desse valioso livro resgatando a história da antiga Gameleira, hoje atual Povoado Colônia, a história escrita e falada, uma verdadeira herança para nossa juventude. Parabéns, do vice prefeito Cirineu


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2020 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12