Sábado, 25 de Outubro de 2020
Política

Câmara de Paulo Afonso aprova por unanimidade a criação do Memorial Abel Barbosa e a sede da ALPA no prédio da antiga prefeitura

Publicada em 06/10/20 às 22:43h - 233 visualizações

por Antônio Galdino


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Antônio Galdino e Socorro Araújo)


Foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal de Paulo Afonso, no dia 05 de Outubro, o Projeto de Lei da Criação do Memorial Abel Barbosa e Silva com a finalidade de estimular a preservação da memória de Paulo Afonso, disseminando a permanente valorização de estudos, pesquisas e eventos relacionados com a cultura regional, a arte e a literatura. O espaço onde hoje é denominado como Espaço Cultural Raso da Catarina, será onde funcionará a sede deste memorial, e também a biblioteca para acomodar todo o acervo doado pelo responsável maior pela emancipação do nosso município, ex-vereador, ex-prefeito e membro fundador da Academia de Letras de Paulo Afonso, Abel Barbosa e Silva e sediar esta Academia de Letras de Paulo Afonso.

O Memorial Abel Barbosa será instalado no prédio construído pela Chesf no início dos anos de 1950, pouco depois que esta empresa hidrelétrica se instalou em Paulo Afonso e ali a Sra. Marieta Ferraz, esposa do primeiro diretor técnico da Chesf Otávio Marcondes Ferraz, realizava, com o apoio de outras senhoras esposas de chesfianos, trabalhos sociais de apoio às mulheres moradoras do Povoado Forquilha, depois chamado de Vila Poty.

Quando o Sr. Otaviano Leandro de Morais foi eleito como primeiro prefeito de Paulo Afonso, em 1958, este prédio foi cedido pela Chesf que o apoiou na campanha política para ser a sede da Prefeitura Municipal que ali funcionou por mais de 20 anos, entre os anos de 1959 e 1980, quando o então prefeito Abel Barbosa e Silva construiu os primeiros pavilhões da atual Prefeitura Municipal de Paulo Afonso, na Avenida Apolônio Sales.

Nesse prédio da antiga prefeitura de Paulo Afonso já funcionou a Biblioteca Pública Monteiro Lobato e outros órgãos municipais mas, segundo o Plano Municipal de Cultura – PMC – elaborado pelo Departamento Municipal de Cultura, órgão da Secretaria Municipal de Cultura, em suas páginas 35 e 36, ao se referir ao Espaço Cultural Raso da Catarina está dito que:

SITUAÇÃO DE USO:

Mesmo contando com um espaço físico amplo, e com atividades voltadas à formação cultural, apresenta ociosidade na sua ocupação;

Necessita também regulação de uso do espaço.

A Academia de Letras de Paulo Afonso viu assim a oportunidade do município de Paulo Afonso homenagear o ex-prefeito, ex-vereador e fundador da ALPA, Abel Barbosa, e ao mesmo tempo abrigar a Biblioteca que leva o seu nome, formada com parte do acervo do próprio Abel Barbosa doado à ALPA e esta Academia de Letras aí também funcionar desenvolvendo atividades culturais e de preservação da história e da memória de Paulo Afonso conforme estabelece o seu Estatuto”, diz o presidente da ALPA, o professor e escritor Antônio Galdino.

O Projeto de Lei aprovado pela unanimidade dos vereadores da Câmara Municipal de Paulo Afonso reflete a grande importância do cidadão Abel Barbosa, homenageado por este Poder Legislativo onde esteve por cerca de 20 anos e do qual também foi seu presidente.

Em histórica sessão realizada no dia 15 de Setembro de 2017, por uma iniciativa do vereador Jean Roubert, lhe foi entregue solene e festivamente o título de Cidadão de Paulo Afonso que lhe havia sido outorgado por esta mesma Câmara em 8 de Novembro de 1984 mas nunca foi recebido por ele.

(Na foto acima, Socorro Araújo, Sebastião Leandro de Morais, Antônio Galdino e Gorette Moreira, na Câmara Municipal de Paulo Afonso durante a sessão do dia 05 de outubro de 2020. Lá também esteve o Prof. Luiz José)

“Além do empenho de toda a diretoria e outros membros da ALPA é de justiça que se reconheça a participação mais efetiva da vice-presidente da ALPA, Gorette Moreira e do vereador Jean Roubert, membro da ALPA. 

A aprovação do Projeto de Lei da criação do Memorial Abel Barbosa contou mais uma vez com a defesa do vereador Jean Roubert que também é membro da ALPA, ocupando a cadeira Nº 25 que tem como patrono o escritor alagoano, Graciliano Ramos e teve a aprovação unânime dos seus pares”, afirma o professor Galdino.

Diz essa agora Lei Municipal diz que “fica autorizada a destinação do prédio denominado Espaço Cultural Raso da Catarina, para funcionar como sede do Memorial Abel Barbosa e Silva e também a biblioteca para acomodar o acervo doado pelo responsável maior pela emancipação do nosso município”.

A Lei também assegura, no seus Artigo 3º que “A administração e manutenção do MEMORIAL ABEL BARBOSA E SILVA será exercida pela Academia de Letras de Paulo Afonso – ALPA.

Em seu Artigo 4º “Fica o Chefe do Executivo Municipal autorizado, mediante Termo de Cessão Real de Uso, ceder o imóvel denominado RASO DA CATARINA à Academia de Letras de Paulo Afonso – ALPA, com a finalidade de instalar e manter em funcionamento o MEMORIAL ABEL BARBOSA E SILVA e utilizar o referido espaço para sua sede e as atividades ligadas à Academia de Letras de Paulo Afonso”.

“A Academia de Letras de Paulo Afonso é uma associação civil de direito privado, de utilidade pública, com finalidade social, sem fins lucrativos, apartidária, regida pela legislação vigente e por seu Estatuto e tem como finalidade:

I – Cultivar e incentivar o hábito da leitura e o interesse pelo idioma nacional e pelas literaturas estadual e nacional;

II – Realizar estudos dos problemas de interesse cultural que preocupam o meio intelectual local e o mundo contemporâneo;

III – Buscar o congraçamento e a maior aproximação entre os representantes da cultura local, regional, estadual e nacional:

IV – Valorizar e preservar a história e a memória da região amparando as manifestações da mesma natureza, inclusive nas áreas das ciências, das artes e da Geografia.

V – Contribuir para a propagação da arte literária na região da cidade de Paulo Afonso através de seminários, palestras, eventos culturais literários, simpósios e lançamentos de obras literárias. (Do Estatuto da ALPA)

"A ALPA, por sua diretoria e todos os seus membros apresenta a sua gratidão ao Prefeito Luiz de Deus pela sensibilidade de atender à nossa proposta, assim como a todos os vereadores da Câmara Municipal de Paulo Afonso que foram igualmente sensíveis a esta necessidade externada pela ALPA de se preservar a história e a memória deste município, o que se fará naquele espaço, tendo o Chefe Abel dos escoteiros, ex-vereador, ex-prefeito de Paulo Afonso, e fundador da ALPA, Abel Barbosa como referência.


A ALPA, com o apoio de seus membros, seus parceiros e colaboradores, estará oferecendo à comunidade de Paulo Afonso, aos visitantes e sobretudo aos estudantes do município a oportunidade de conhecer, de forma dinâmica e didática a história do seu município através das ações de homens e mulheres que se doaram para que Paulo Afonso seja hoje um dos municípios mais destacados do Estado da Bahia e do Nordeste." Afirma o presidente da ALPA, professor Antônio Galdino.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

10 comentários


Isac de Oliveira

07/10/2020 - 22:54:45

Presidente Galdino, essa conquista é de extrema importância para a memória e cultura de Paulo Afonso. Obrigado!


Antão Siqueira

07/10/2020 - 10:16:04

Parabéns Galdino!Excelente ideia, Albel foi e será sempre um grande baluarte da querida Paulo Afonso. E a ALPA já estava na hora de ter o seu espaço físico.


BENEMARIO LINS

07/10/2020 - 07:11:48

Nesses tempos sombrios, uma notícia dessas é luz! Viva a cultura! Viva a literatura! Viva a preservação da memória! Viva a Academia de Letras de Paulo Afonso! Parabéns a todos os que lutaram para a concretização dessa realidade! Esse é um áureo presente para a ALPA, por ocasião dos seus 15 anos!


Socorro Araújo

07/10/2020 - 05:22:41

É uma conquista em nome da cidade de Paulo Afonso e da cultura local. A ALPA está a 15 anos nessa caminhada de não deixar a história e a literatura da cidade ser esquecida. Finalmente, com sede própria, teremos oportunidade de colocar em prática os projetos literárias e cultura para a cidade, quiçá para o estado e pais.


Leônidas Marinho

07/10/2020 - 04:46:53

Parabéns Galdino e seus Pares pela grande vitória. Abel Barbosa merece muito mais pois foi um lutador pelo povo de Paulo Afonso.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2020 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12