Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
Política

Câmara de Paulo Afonso mantém vetos do Prefeito Luiz de Deus aos Projetos de Lei 17 e 18/2020 sobre auxílio emergencial aos músicos.

Publicada em 17/08/20 às 23:58h - 254 visualizações

por Redação folhasertaneja.com.br com pa4.com.br


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Da net)


A Câmara Municipal de Paulo Afonso reuniu-se nesta segunda-feira, 17 de agosto em mais uma sessão remota, sob a presidência do vereador Pedro Macário Neto, presidente do Poder Legislativo Municipal.

Participaram da reunião todos os 15 vereadores desta legislatura. Nesta sessão foram discutidos os vetos do prefeito Luiz de Deus aos Projetos de Lei 17 e 18/20, ambos de autoria do vereador Marconi Daniel que haviam sido aprovados por 14 x 0, em outra sessão da Câmara de Paulo Afonso.

Os Projetos propunham beneficiar músicos e profissionais do setor cultural de Paulo Afonso com auxílio emergencial de R$ 600,00 durante 90 dias.

Esses projetos foram apresentados na sessão da CMPA, também remota, do dia 18 de junho e baixaram às comissões permanentes da Câmara, conforme exigência protocolar do Legislativo.

Na Sessão remota do dia 22 de junho, da qual também participara os 15 vereadores os Projetos de Lei 17 e 18/2020 foram aprovados por todos os 14 vereadores votantes e seguiram para a aprovação ou veto do Prefeito Municipal. O presidente só vota em caso de empate

Quando os PLs foram colocados em votação, a classe dos artistas resolveu se manifestar em frente à Câmara Legislativa para, através de um ato pacífico, pressionar os parlamentares a aprovarem os projetos de lei, o que acabou dando resultado, porém, na tarde de hoje, os vereadores governistas concordaram com Luiz de Deus que alegou serem inconstitucionais os referidos projetos.

Por 9 x 5 os vereadores acataram os vetos do prefeito Luiz de Deus (PSD) aos dois projetos que eles mesmos tinham aprovado por unanimidade no dia 22 de julho de 2020.

Votaram a favor dos vetos do prefeito Luiz de Deus os vereadores Bero do Jardim Aeroporto, Lourival Moreira, Cícero Bezerra, Edilson do Hospital, Jean Roubert, Leco, Leda Chaves, Marcondes Francisco e Zé de Abel

O vereadores que votaram contra os vetos do prefeito de Paulo Afonso foram Bero do Jardim Bahia, Marconi Daniel, Mário Galinho, Zé Carlos e Zezinho do INSS.

A sessão remota da Câmara Municipal de Paulo Afonso foi presidida pelo vereador Pedro Macário Neto, presidente da CMPA, que só vota em caso de empate, o que não foi o caso de hoje.

Após a sessão, ocorrida de forma remota e transmitida pelo YouTube, alguns músicos usaram as redes sociais para protestar com os vereadores que mantiveram os vetos do prefeito.

O cantor Léo Rosa se manifestou cantando um trecho da canção de Gonzaguinha, “Guerreiro Menino”, interpretada por Fagner.

“Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E vida é trabalho 

E sem o seu trabalho
O homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata”

Redação folhasertaneja.com.br, com pa4.com.br




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2020 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12