Quinta-feira, 04 de Junho de 2020
Opinião

“ÚLTIMA FLOR DE LÁCIO, INCULTA E BELA...”

... PORTUGUÊS NÃO É PARA AMADOR

Publicada em 23/05/19 às 20:24h - 483 visualizações

por Antônio Galdino - ilustrações da net.


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Images ilustrativas, da net)

“A expressão "Última flor do Lácio, inculta e bela" é o primeiro verso de um famoso poema de Olavo Bilac, poeta brasileiro que viveu no período de 1865 a 1918. Esse verso é usado para designar o nosso idioma: a última flor é a língua portuguesa, considerada a última das filhas do latim.”


Recebi de um amigo escritor o texto abaixo (não sei a autoria mas respeito), com o título: ... PORTUGUÊS NÃO É PARA AMADOR e  decidi compartilhá-lo pra gente nunca esquecer das aulas de Português, aqui em Paulo Afonso, na Escola Rural, no COLEPA, no CIEPA (hoje CETEPI-1), no Carlina, no Polivalente, no Colégio Sete, no Montessori, no Monteiro, no Luiz Eduardo, nas escolas do Ensino Fundamental. Nas escolas, colégios, universidades onde você estudou por esse mundo afora...


E resolvi ilustrar com algumas “pérolas” encontradas na net... Afinal, em tempos tão bicudos, é bom rir um pouco... e aprender mais um pouquinho também... rssss

 

 

A Língua Portuguesa é riquíssima e há nela palavras que só no Brasil têm a força e o sentido com que a conhecemos, como a palavra SAUDADE.


E, assim como há muita gente desinteressada e sem oportunidades para aprender há, nesse Brasil continente, pessoas simples, de pouco conhecimento que definem esta palavra de uma forma magnífica, como o paraibano Pinto do Monteiro que assim definiu a palavra Saudade em versos de improviso, na hora. E isto é apenas para ilustrar a grandeza da nossa língua...


Esta palavra saudade

Conheço desde criança
Saudade de amor ausente
Não é saudade, é lembrança
Saudade só é saudade
Quando morre a esperança


A falta de estímulo para a leitura, principalmente em um tempo em que a linguagem e os símbolos da internet permitem uma comunicação descompromissada com a linguagem mais trabalhada de que se utilizam escritores, oradores, advogados, tem gerado grande número de pessoas despreparadas para um simples concurso e milhões têm entregue a prova do ENEM sem fazerem a redação. Ou seja, até conhecem as letras, mas não sabem juntar as palavras em frases bem construídas...


Há sempre quem alerte para isso, mas muitos fazem pouco caso.

“Conhecer a língua portuguesa não é privilégio de gramáticos, senão de todo brasileiro que preza sua nacionalidade. É erro de consequências imprevisíveis acreditar que só os escritores profissionais têm a obrigação de saber escrever. Saber escrever a própria língua faz parte dos deveres cívicos.”, diz Napoleão Mendes de Almeida, dentre milhares de outros estudiosos do tema.


Replico o texto abaixo, talvez porque bateu uma saudade dos tempos das salas de aulas e também porque, em sendo ainda professor, estarei ajudando a alguém...


Porque, vez por outra, até nas tribunas das Câmaras de Vereadores, Assembleias, Câmara dos Deputados, no Senado, aparece alguém, com voz empostada e postura de grande orador assassinando a Língua Portuguesa e a Gramática...


É lamentável que no Brasil, os governos, desde mil novecentos e antigamente, na hora do sufoco do caixa, cortem verbas da educação.

É uma pena que se fechem as livrarias e haja tão poucas bibliotecas públicas...


E veja as estatísticas e o nível da educação no Brasil hoje, comparado com outros países.  No Brasil ainda temos milhões de pessoas analfabetas e, a cada dia se comprova o que disse Monteiro Lobato: “Quem não lê, mal fala, mal ouve, mal vê”.

Por favor, atentem para o texto abaixo. É a nossa aula de hoje. Obrigado. Com o meu abraço fraternal. Prof. Galdino.

PORTUGUÊS NÃO É PARA AMADOR

A diferença de doida e doída é um acento.
Assento não tem acento.
Assento é embaixo, acento é em cima.
Embaixo é junto e em cima separado.
Na sexta comprei uma cesta logo após a sesta.
É a primeira vez que tu não vês.
Vão tachar de ladrão se taxar muito alto a taxa da tacha.
Asso um cervo na panela de aço que será servido pelo servo.
Vão cassar o direito de caçar de dois pais no meu país.
Por tanto nevoeiro, portanto, a cerração impediu a serração.
Para começar o concerto tiveram que fazer um conserto.
Ao empossar permitiu-se à esposa empoçar o palanque de lágrimas.
Uma mulher vivida é sempre mais vívida, profetiza a profetisa.
Calça você bota, Bota você Calça
Oxítona é Proparoxítona

Realmente, não é para amador!!

(Autor desconhecido)




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentários


Marcos Antônio Pereira de Lima

23/05/2019 - 20:42:21

Realmente, essa é uma triste realidade. 😐


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2020 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12