Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Educação & Cultura

Alunos do Colégio Pedro Batista, encenam O AUTO DA COMPADECIDA no 1º Encontro de Escritores Santabrigidenses e Convidados

Suassuna foi lembrado, no calor de Santa Brígida

Publicada em 26/11/19 às 19:52h - 399 visualizações

por Antônio Galdino


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Negrito Alcântara)

A realização do 1º Encontro de Escritores Santabrigidenses e Convidados, evento organizado pelo escritor Marcos Antônio Lima, Professor Mário Moura e Secretária de Cultura e Turismo de Santa Brígida, Marivônia Marques, levou para Santa Brígida, cidade do Nordeste da Bahia, dezenas de pessoas, escritores, diretores de escolas da rede municipal, professores, coordenadores e estudantes, também agora novos escritores de Paulo Afonso/BA, Canindé do São Francisco/SE, Monte Alegre de Sergipe/SE que ali se encontraram com estudantes, escritores e educadores desta cidade baiana.

E coube aos estudantes oferecerem aos visitantes e aos da terra uma amostra da cultura regional, resultados dos projetos de incentivo à leitura e às artes desenvolvidos nestas cidades.

Dentre os estudantes da cidade anfitriã, houve a apresentação da estudante Regislayne, uma cangaceira do bem que, muito compenetrada, deixou a sua mensagem para os presentes.

Outros jovens, de Santa Brígida e de Paulo Afonso, também trouxeram as suas participações neste evento cultural.

Estudantes encenam o Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna

Mas foi a encenação da peça O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, longa, com falas também longas mas todas na ponta da língua dos jovens estudantes/atores que mais chamou a atenção de todos e recebeu demorados aplausos.

Cada um procurou desempenhar o seu papel com a maior fidelidade ao texto original neste espetáculo que foi o resultado do Projeto Leitura em Movimento, O Universo Mágico do Conhecimento, uma iniciativa da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, que tem como secretário Edson Manoel e contou com a inteira participação de Maria de Lourdes, Coordenadora Pedagógica do Município e de Lúcia Professora que é Coordenadora Pedagógica Municipal do Ensino Fundamental do 6° ao 9° ano e da Educação de Jovens e Adultos - EJA.

A peça teatral teve a Direção e Coordenação das professoras de Língua Portuguesa, Avaneide e Zélia Ribeiro e a Coordenação Pedagógica de Kelly Cristina Lima.

A Cenografia ficou sob a responsabilidade de Jaqueline e Jullya e a cobertura fotográfica do Professor Cordelista e fotógrafo: Rosalvo Santiago.

Alguns papéis exigiram especial atenção dos jovens atores porque não só os seus personagens tinham muitas intervenções, com falas muito grandes, como precisavam viver as variadas situações que as cenas exigiam. 

Foi assim com o João Grilo, vivido pelo estudante Tayslan, com o Diabo (no caso uma linda diabinha), personagem de Cecília e ainda com Jesus, personagem vivido por Tertuliano, dentre outros, sem desmerecer o papel desempenhado pelos demais atores, inclusive os figurantes, todos muitos importantes, o que fez da peça, bem conhecida, um grande sucesso nesta sua apresentação no calor intenso do salão do clube de Santa Brígida.

Acredito que todos os presentes, como se viu pelos muitos aplausos, ficaram muito satisfeitos com essa apresentação.

O Auto da Compadecida, teve como protagonistas e figurantes os alunos do 8º ano do Colégio Municipal Pedro Batista de Santa Brígida/BA.

Além dos papéis de certo destaque, as peças teatrais também contam com a presença de figurantes que dão corpo à narrativa e, sem eles, que às vezes não têm nenhuma fala, a história não estaria bem contada.

Estes foram os intérpretes e personagens do Auto da Compadecida:

Tayslan - João Grilo;

Tertuliano - Jesus;

Laysa Santiago - A compadecida;

João Antônio - Chicó;

Nayra Barros - Rosinha;

Gustavo - Bispo;

Mazinho - Padre;

Henrique - Severino de Aracaju, o cangaceiro;

Pedro Henrique - Padeiro;

 Andreyane - Mulher do padeiro.

Cecília  - Diabinha

O Pedinte, (era o próprio Jesus disfarçado para testar João Grilo).

Os anjos: Pedro, Stefhany, Thays  e Rayssa.

As almas: Brenda, Yan, Mickaelle, Nathanael, Grazielly, Joao Pedro.

E Henrique, Eduardo, Pedro, Rezislaine.

(Antônio Galdino, com informações de Marcos Antônio Lima)

Suassuna foi lembrado

no calor de Santa Brígida

Foi tiro, amor e perdão

E o diabo derrotado

Assustou-se ao ver a cruz

Sem saída, foi ao chão.

Venceu o amor de Jesus

e as graças da Compadecida.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

2 comentários


Maria Lúcia da Silva Santos

27/11/2019 - 05:04:48

Obrigada,Mestre Antônio Galdino e Poeta Marcos Antônio pela tão significativa matéria sobre a participação dos nossos jovens do Colégio Municipal Pedro Batista, de Santa Brígida no I Encontro de Escritores santabrigidenses e Convidados. É uma imensa e poética alegria saber que o resultado desta peça literária,faz parte do empenho de toda a Comunidade Escolar, que resultou do empenho e dedicação dado ao Projeto Leitura em Movimento: O Universo Mágico do Conhecimento, idealizado pela Secretaria Municipal de Educação e tão acolhido pelas Instituições Escolares da sede e do Campo. Mesmo diante do calor intenso, todos os presentes prestigiaram de forma tão carinhosa esta linda encenação. Nossa gratidão literária!


Marcos Antônio Pereira de Lima

26/11/2019 - 20:29:00

Realmente foi um espetáculo que marcou a abertura do I° Encontro de Escritores Santabrigidenses & Convidados. Tal apresentação foi registrada pelas janelas da alma dos privilegiados que ali estiveram presentes. 👏👏👏👏👏


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2019 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12