Terça-feira, 07 de Abril de 2020
Educação & Cultura

Em Sarau Literário da ALPA realizado na Câmara de Vereadores, é lançado o livro ABEL BARBOSA – O INVENTOR DE PAULO AFONSO e homenagem os pais

Também lançado o livro/anuário REVISTA DA ACADEMIA DE LETRAS DE PAULO AFONSO

Publicada em 11/08/19 às 00:18h - 732 visualizações

por Redação Folha Sertaneja


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Negrito Alcântara e site Paulo Afonso TEM)

Foi numa noite de música e poesias, dia 8 de Agosto, quando membros da Academia de Letras de Paulo Afonso participaram de um Sarau Literário na Câmara Municipal de Paulo Afonso para comemorar o Dia dos Pais e assistirem ao lançamento do Site da ALPA que se chama Letras Sertanejas, palestra e lançamento de livros.

A noite foi aberta com belas músicas interpretadas pela acadêmica da ALPA Professora Jovelina Ramalho, que atuou durante muitos anos como corista do Coral Chesf Paulo Afonso. Como sua bela voz encantou a todos homenageando os pais pela passagem do seu dia, no domingo 11 de Agosto.

Jovelina Ramalho, poetisa da ALPA acompanhada ao violão por Willame Silva

Ela foi acompanhada pelo violonista Willame da Silva, que é professor de violão e cordas da Projeto Arte/Educação da Secretaria de Educação de Paulo Afonso e também professor do Projeto Estação Juventude, da Secretaria de Desenvolvimento Social de Paulo Afonso.

Professora Lúcia Nascimento e alunos do projeto Aventureiros da Leitura

Os pais também foram homenageados por poesias apresentados por crianças do projeto Aventureiros da Leitura, criando e coordenado pela Professora Lúcia Nascimento, na Escola Municipal Manoel Nascimento Neto e também poesias declamadas pelo vereador José Gomes de Araújo (Zezinho do INSS) e pelos acadêmicos professores Jotalunas Rodrigues e Socorro de Mendonça, todos acompanhados pelo violonista Willame da Silva.

Vereador José Gomes de Araújo(Zezinho do INSS) declama em homenagem aos pais

O evento da ALPA teve também a apresentação do site www.letrassertanejas.org, da Academia de Letras de Paulo Afonso que está em fase de construção e em em breve oferecerá opções de comunicação e maior aproximação dos acadêmicos da ALPA e internautas de todo o mundo.

Foi também feito lançamento do Livro REVISTA DA ACADEMIA DE LETRAS DE PAULO AFONSO, uma antologia com estudos acadêmicos, homenagens a personalidades da cidade, poesias e uma capítulo sobre a Literatura de Cordel que, em setembro de 2018, foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro.

Esta Revista da ALPA será publicada anualmente, sempre no mês de Julho, como parte das comemorações do aniversário do município de Paulo Afonso.

Em uma palestra sobre o ex-prefeito e ex-vereador de Paulo Afonso, Abel Barbosa, personagem central do seu sexto livro, o professor Antônio Galdino mostrou a todos a grande importância do “Chefe Abel dos Escoteiros em várias áreas em que atuou na chamada Vila Poty.

Ele foi grande mentor, líder incansável para que acontecesse a emancipação política de Paulo Afonso, então um mísero povoado abandonado pela gestão municipal de Glória, a quem pertencia e igualmente discriminado pelos gerentes e gestores da Chesf, que mantinham a população da Vila Poty isolada, separada do Acampamento também chamado de Cidade da Chesf, onde tudo estava localizado: os clubes sociais, as escolas, o hospital, o campo de futebol, a igreja católica, até a feira livre”.

O professor Galdino apresentou trechos de reportagens das grandes revistas de circulação nacional, O Cruzeiro e Manchete em que se referiam à Vila Poty com absoluto menosprezo e comparações bem agressivas, comparando com as riquezas da cidade urbanizada criada pela Chesf.

“A Revista O Cruzeiro, de 3 de janeiro de 1953 dizia ‘Paulo Afonso lembra um acampamento depois de um bombardeio. Buracos de todas as funduras, córregos de esgotos por toda parte, gente chegando pelas ruas tortas...”

“A Revista Manchete de março de 1953 fazia a seguinte comparação entre a Vila Poty e o Acampamento da Chesf e seus moradores: ‘Na cidade oficial, com telefone, piscina, luz e conforto moram 3.000 pessoas. Do lado de fora “do arame” se amontoam 13.000 párias em barracos, sem luz, água, sem roupa e comida. Paus de arara, desemprego, jogo e prostituição”.

“Foi assim a visão da imprensa nacional sobre Paulo Afonso, a Vila Poty, todo o tempo. Ainda em 1956, em Outubro, quando Abel Barbosa conseguiu que a Câmara de Glória, de que ele e outros três pauloafonsinos faziam parte porque foram eleitos pelo Distrito de Paulo Afonso, a Revista Manchete trazia um grande reportagem em que o seu jornalista dizia: ‘Vila Poty nasceu e cresce como um campo de concentração invertido, de olhos voltados para o outro lado da cerca. Não convém que Vila Poty exista no mapa”.

Foi esse cenário um dos motivos que levaram Abel Barbosa a arriscar a própria vida várias vezes, a fazer fugas cinematográficas para sobreviver, a ser preso por 11 dias pelo Exército que depois o nomeou Prefeito de Paulo Afonso e ainda lhe concedeu o título de Amigo do Exército.

E ele, como destacou a acadêmica Gorette Moreira, era um excelente contador. Foi o primeiro contador de Paulo Afonso e o seu escritório muito procurado pelos comerciantes locais. Manteve por anos uma escola, o Centro Educativo Ruy Barbosa e dentro dela uma escola de datilografia e o Grupo de Escoteiros Ruy Barbosa que o fez conhecido como Chefe Abel. Foi vereador muitos anos, primeiro, em Glória, depois em Paulo Afonso. Foi prefeito de Paulo Afonso duas vezes: uma vez porque era o presidente da Câmara e não havia o vice-prefeito e outra nomeado pelo Governo Militar.

Apesar dessa história impressionante de quase 68 anos vividos em Paulo Afonso, os últimos 30 anos viveu abandonado dos muitos que se diziam seus amigos e admiradores. Foi cuidado por um sobrinho e morreu pobre e só.

Estas muitas histórias que ouvi do próprio Abel Barbosa e de muitos dos seus contemporâneos me levaram a escrever este livro e, além dele, continuo firme na luta, já levada ao Prefeito Luiz de Deus e também aos vereadores para que seja criado e construído o MEMORIAL ABEL BARBOSA como centro de pesquisa sobre o município e ali funcionem esta Academia de Letras de Paulo Afonso e a Biblioteca Abel Barbosa, criada por esta Academia”, concluiu o Professor Antônio Galdino.

Depois de sua palestra, recebida com muitos aplausos pelos presentes, o Professor Antônio Galdino ouviu muitos pronunciamentos e passou a autografar exemplares deste livro sobre a vida e o trabalho do pioneiro de Paulo Afonso, Abel Barbosa.

Além do presidente da Câmara, vereador Pedro Macário Neto, também estavam presentes os vereadores Cícero Bezerra e José Gomes de Araújo (Zezinho do INSS). Da ALPA estava presentes os membros da diretoria, Antônio Galdino, João de Sousa Lima, Socorro Araújo e Jovelina Ramalho e os acadêmicos Gorette Moreira que, também como Secretária da Câmara deu todo o apoio para a realização desse evento e levou grande equipe de funcionários para colaborarem com este evento, a quem o autor do livro agradeceu. Ainda da ALPA, Edson Barreto que também estava representando a Secretária de Educação Elza Brito, Marcos Antônio Lima, que veio de Santa Brígida, Jotalunas Rodrigues, Roberto Ricardo, Francisco Nery, Socorro Mendonça e Sebastião Leandro de Morais, que é membro honorário e tem prestigiado todos os eventos da ALPA.

O evento contou com a presença de vários representantes da imprensa como Giuliano Ribeiro, da Rádio Angiquinho, Soraya Diniz, das Rádios Cultura AM e FM, Negrito Alcântara da Rádio Web  www.seliganamusica.net, Luiz Brito (Bob Charles), Assessor de Comunicação da Câmara, o jornal Folha Sertaneja e o site www.folhasertaneja.com.br  e Simônia e equipe do site Paulo Afonso TEM www.pauloafonsotem.com.br que fez toda a cobertura fotográfica do evento. Acesse o site e veja lá Lançamento do Site da ALPA e livro Abel Barbosa. (Quinta, 08 de agosto de 2019) e amigos do autor e admiradores de Abel Barbosa.


O professor Antônio Galdino informa  que o livro ABEL BARBOSA - O INVENTOR DE PAULO AFONSO (280 páginas, mais de 150 fotos) está sendo vendido por R$30,00 e pode ser encontrado em Paulo Afonso nos Supermercados SUPRAVE e na GALCOM Comunicações - jornal Folha Sertaneja. Para outros lugares, pode ser enviado pelos correios. Os interessados enviem email para o email professor.gal@gmail.com e receberá orientação como efetivar o pedido e o pagamento.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentários


Ironeide

11/08/2019 - 07:32:37

Que maravilha de ideia!!! Que matéria sensacional. Amei. Morei toda a minha infância em Paulo Afonso onde considero minha cidade natal. Ali vivi dias de sonhos , apesar da minha pobreza, e de onde vem toda a minha inspiração de vida.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2020 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12