Sábado, 24 de Outubro de 2020
Colunistas/Prof. Galdino

15 de Outubro – Dia do Professor

Publicada em 15/10/20 às 22:25h - 116 visualizações

por Antônio Galdino


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: eneko - imagem ilustrativa)


Hoje, parei um pouco de fazer outras atividades e me debrucei sobre as mensagens que apareciam, a todo momento, nas redes sociais, no Facebook, nos muitos grupos de Whatsapp...

Muitas mensagens bonitas, verdadeiros afagos ao ego de quem, toda a vida, foi Professor...

De ex-alunos vem o alento das boas lembranças de convivência no tempo da adolescência, bem mais sadia, mesmo sem a loucura da moderna eletrônica e quase sem drogas...

E essas boas lembranças, das coisas simples do dia a dia trazem emoção ao coração cansado do velho professor...

Uma dessas imagens que recebi e aproveitei para ilustrar esse texto, diz muito do poder do professor: com um giz na mão a professora desenha no quadro verde, que já foi negro, uma janela... E ela é aberta mostrando todo um mundo novo lá fora... O Professor oferece aos seus alunos a oportunidade de ver o mundo...Parabenizo o autor – eneko – pela criatividade...

Outras mensagens, que aparentam sinceridade são, em muitos casos, apenas o oportunismo de alguns políticos em campanha falando coisas bonitas daquilo que farão e que, quando estavam no poder nunca fizeram... valorizar o Professor.

As redes de televisão também se enchem de mensagens tocantes de uma empresa tal que, de fato, deseja tocar a sensibilidade do Professor como mais um cliente.

Ah! E em mensagens bem produzidas, vídeos, imagens, a velha e repetida história de todos os anos, de aplausos para o Professor – “a única profissão que faz todas as outras”.

Muito bonito e de pouca ou nenhuma praticidade. Na prática, os valorizados, as estrelas, são médicos, engenheiros, advogados e um sem número de outros profissionais enquanto os professores, na maioria dos casos, não tem como pagar um plano de saúde e ter uma consulta com seu aluno, hoje famoso médico... E, se precisar de um bom advogado, os seus ex-alunos, hoje magistrados renomados anda com a agenda cheia, até no exterior...

Ah, e se precisar falar com o prefeito, o governador, um deputado, aquele que era uma menino quieto que ficava lá no fim da sala...

- Bem, quem é o senhor? Pergunta o primeiro de uma série de pessoas bem antes de chegar perto da autoridade...

- Sou o Professor...

- Ah, o senhor me desculpa, mas o Prefeito, o Governador, o Deputado... está em reunião... Mas o senhor pode voltar outro dia que ele terá o maior prazer em recebe-lo...

Quanta enganação... Quanto descaso...

Pois que se valorize o trabalho intenso, realmente dedicado, de cada Professor por esse Brasil a fora. Desde os que atuam em salas limpas e com climatização e equipamentos de apoio de primeiro mundo àqueles que precisam andar quilômetros para se reencontrar com alunos todos os dias nos cafundós do Brasil.

Que até se fale pouco sobre a importância do Professor e, ao invés de palavras bonitas, que se lhes dê um salário decente para que possa se manter dignamente e à sua família e possa ampliar os seus conhecimentos em bons computadores, com livros atualizados, que possa visitar museus, conhecer os lugares onde se caminha por ruas que são a própria história...

Que se lhes dê as melhores condições para trabalhar. Salas com mobiliário decente e apropriado para ele e seus alunos, equipamentos de apoio, ambientação agradável para o fluir natural do seu trabalho.

Que se respeite a vontade e a liberdade de cada professor para que, como cidadão brasileiro, possa fazer suas escolhas e assumir as consequências destas suas escolhas.

É bom rever esta imagem para se ter uma ideia do que pode fazer um professor...

O Poeta Bráulio Bessa, em um dos seus tocantes poemas fala da grandiosidade de ser Professor e quão pouco valorizado ele é ainda nesse país. Mas, o poeta, ainda crê que dias melhores poderão vir. Não pela vontade de políticos mas “pela força do Professor”...

Uma pena, como diz o poeta, que o Professor em outros lugares mereça todo o respeito e a gratidão dos governantes e do povo enquanto por aqui ainda não são valorizados nem o seu imenso trabalho reconhecido... Muitos recebem salários tão pequenos, trabalham em situações de risco, - porque ser professor hoje é profissão de risco. É ameaçado e agredido por alunos, por pais de alunos, por diretores quase sempre incompetentes – e ainda trabalham em ambientes insalubres, em condições inumanas muitas vezes, pelo ideal de oferecer às crianças desse país a oportunidade de sonhar...

Depois de tantos anos, quando olho para trás, a vontade que dá é, se pudesse voltar no tempo, ser professor outra vez. O convívio diário com cada um dos alunos é sempre de uma riqueza ímpar e, para cada Professor, um eterno aprendizado.

Abraço fraterno para todos os ex-alunos. Como vocês foram importantes na minha caminhada pelas estradas da vida...

E, aos meus colegas professores, uma palavra de ânimo, porque, apesar da insensibilidade de muitos dos que têm o poder de mudança, o espírito nato de cada Professor é olhar para crianças e adolescentes e imaginar-se como um apoiador para os seus passos ainda inseguros e fazê-los ver que, apesar de tudo, há sim que se sonhar em voar alto como as águias e para se voar assim, só é possível através da educação, único instrumento capaz de mudar tudo, encontrar forças onde parecia não existir...

E educação não se faz sem professor!

Parabéns para todos os professores que, apesar de tudo, nunca deixaram de sonhar!

Professor Antônio Galdino

Paulo Afonso/BA-15 de outubro de 2020




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

3 comentários


Socorro Araújo

16/10/2020 - 05:40:51

A importância do Professor numa sociedade é imensurável. Respeito, dignidade e reconhecimento são elementos essenciais para demonstrar o seu real valor numa nação que não se desenvolve social, política e economicamente sem a presença desse profissional que forma todos os outros profissionais!


Zélia Ribeiro

16/10/2020 - 00:33:43

Grande professor Galdino, parabéns pelo texto. Bela homenagem em forma de repúdio, onde a gratidão×escárnio, fizeram_se presentes. Parabéns e saúde a todos os professores, que mesmo cansados da labuta nunca desistiram do seu brilhante trabalho!


Denilson Souza

15/10/2020 - 23:17:31

Gratidão pela linda homenagem! Parabéns, professor Galdino!!!


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (75)99234-1740

Copyright (c) 2020 - Jornal Folha Sertaneja Online - Até aqui nos ajudou o Senhor. 1 Samuel 7:12